Arthur Elias responde a acusações de técnico do Santos e nega 'gesto obsceno' no Paulista Feminino

10 mil visualizações 75 comentários

Por Meu Timão

Técnico Arthur Elias foi acusado de gesto obsceno por atletas e comissão do Santos na última quinta-feira

Técnico Arthur Elias foi acusado de gesto obsceno por atletas e comissão do Santos na última quinta-feira

Bruno Teixeira/ Ag. Corinthians

Na manhã desta sexta-feira, o técnico do Corinthians feminino, Arthur Elias, se pronunciou sobre o ocorrido durante o duelo entre Corinthians e Santos, pelas quartas de final do Paulistão. O treinador foi acusado por gestos obscenos destinados à equipe santista após o Corinthians marcar o primeiro gol na Vila Belmiro.

A confusão teria tido início após uma falta marcada a favor do Corinthians e contestada pelos presentes no banco de reserva do Santos. O lance originou o primeiro gol marcado por Gabi Nunes e, neste momento, Guilherme Giudice afirma que o treinador corinthiano se voltou ao banco de reservas para responder às contestações.

"Ele ficou bravo com uma reclamação que eu fiz com o árbitro e logo depois saiu o gol do Corinthians, ele fez um gesto obsceno e falou palavras de baixo teor voltado pra nossa equipe. Ele pediu desculpa e com certeza vai repensar nessa atitude dele, mas a gente tem que tomar cuidado, atitudes como essa não podem ser permitidas, a equipe de arbitragem não pode permitir atitudes desse tipo, se não acontece, não é punido, vai achando que é normal", disse Giudice durante sua coletiva.

O árbitro Fabiano Monteiro dos Santos relatou em súmula ter advertido o treinador corinthiano com um cartão amarelo por "comemoração desrespeitosa no momento do primeiro gol de sua equipe".

Arthur Elias usou seu perfil oficial no Twitter para explicar o que aconteceu e lamentou as acusações. O treinador corinthiano mencionou seu trabalho e respeito pela modalidade, além de usar o relato na súmula da partida ao seu favor - veja resposta completa de Arthur Elias abaixo.

"Não fiz gesto obsceno para a comissão e muito menos faria para qualquer atleta, pois esse tipo de comportamento não faz parte do meu caráter não só como treinador, mas principalmente como ser humano. Fiquei extremamente perplexo ao me deparar com as declarações mentirosas do treinador do Santos e também com matérias que seguiram a mesma linha sem ouvir todos os lados e checar o gravíssimo fato inventado", comentou.

"Acabei entrando na provocação e no momento do nosso gol disse “chupa” para o Murilo. Inclusive é a esta discussão que a súmula da partida se refere. Prontamente no intervalo me dirigi ao Guilherme e pedi desculpas, assim como ele me pediu pois sabe que iniciou as provocações", concluiu o treinador.

Vale lembrar que, ao final da partida, a atacante Cristiane, do Santos, explicou o que aconteceu no momento do desentendimento e afirmou esperar que cenas como esta não se repitam.

"A gente deu uma 'tretadinha' com o Arthur, espero um pouco de respeito, ele teve um gesto muito feio aqui no banco de reservas, eu já trabalhei com ele, a gente já viveu tudo que tinha que viver juntos, mas acho que a gente tem que colocar um pouco o pé no chão. Independente de onde esteja hoje, tem que respeitar o outro lado, espero que na próxima partida isso aconteça", disse em entrevista à FPF TV.

Corinthians e Santos voltam a se enfrentar pelas quartas de final na próxima sexta-feira, dia 27, na Fazendinha, às 19h. Antes disso as alvinegras visitam o Avaí/Kindermann, neste domingo, às 20h, pela final do Brasileirão Feminino.

Confira a nota publicada por Arthur Elias

Há 15 anos me dedico incansavelmente ao futebol feminino. Neste anos todos trabalhei (e sigo trabalhando) muito sério, com respeito e visando o desenvolvimento da modalidade no Brasil. 15 anos não são 15 dias, estou nessa muito antes do merecido espaço que hoje o Futebol feminino vem conquistando. No jogo de ontem, tive uma discussão com a comissão técnica do Santos. Respondendo as provocações do Treinador Guilherme e do Murilo, preparador físico, aliás tudo isso acompanhado de perto pela quarta árbitra Marianna e a auxiliar Marcela, acabei entrando na provocação e no momento do nosso gol disse “chupa” para o Murilo. Inclusive é a esta discussão que a súmula da partida se refere. Prontamente no intervalo me dirigi ao Guilherme e pedi desculpas, assim como ele me pediu pois sabe que iniciou as provocações.

Uma discussão entre comissão técnica, no calor do jogo e da minha parte resolvida dentro das 4 linhas. Não fiz gesto obsceno para a comissão e muito menos faria para qualquer atleta, pois esse tipo de comportamento não faz parte do meu caráter não só como treinador, mas principalmente como ser humano. Fiquei extremamente perplexo ao me deparar com as declarações mentirosas do treinador do Santos e também com matérias que seguiram a mesma linha sem ouvir todos os lados e checar o gravíssimo fato INVENTADO.

A luta do futebol feminino para estar no seu devido lugar é muito grande, árdua e está longe do fim. Que o respeito sempre seja exigido por todos os lados, mas peço que as “malandragens” não tomem espaço do trabalho sério, que as fake news não fiquem na frente dos fatos e que, principalmente, o jogo seja decidido dentro de campo desportivamente.

Com o respeito que sempre pautou minha carreira e minhas atitudes, um abraço a todos e seguimos trabalhando.

Arthur Elias

Veja mais em: Arthur Elias, Corinthians feminino e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Fábio Santos, Gabriel e Jô comemorando o gol do lateral contra o Coritiba, pelo Brasileirão

    Fábio Santos marca, Corinthians vence Coritiba e respira no Campeonato Brasileiro

    ver detalhes
  • Fábio Santos no duelo com o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Fiel elege Fábio Santos como melhor em campo na vitória do Corinthians; reserva é o pior

    ver detalhes
  • Walter no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Vagner Mancini diz que Cássio não está lesionado e que fez 'opção segura' por Walter

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol de Fábio Santos, contra o Coritiba, no Couto Pereira

    Torcida do Corinthians se anima com primeiro tempo e exalta Mancini; veja repercussão após vitória

    ver detalhes
  • Lucas Piton no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Análise: Corinthians descobre um ponta canhoto e joga para ganhar; time mostra que pode mais

    ver detalhes
  • Arqueiro Cássio na derrota para o Atlético Mineiro, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

    Cássio e Bruno Méndez são denunciados no STJD e vão a julgamento na segunda-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: