Corinthians vence o Mogi Basquete de virada e ganha uma posição pelo NBB

4.3 mil visualizações 37 comentários

Virada do Corinthians aconteceu nos segundos finais

Virada do Corinthians aconteceu nos segundos finais

Beto Miller

Mogi Basquete 75 X 77 Corinthians

NBB 2020
06 de fevereiro de 2021, 11:00
Mogi Basquete 75 x 77 Corinthians
Wlamir Marques

Na manhã deste sábado, o Corinthians venceu o Mogi Basquete, por 77 a 75, em partida válida pelo segundo turno do Novo Basquete Brasil. A partida aconteceu no Ginásio Wlamir Marques. O Timão saiu atrás no placar e conseguiu virar no terceiro quarto. No entanto, o último tempo foi muito equilibrado e a vitória só veio nos segundos finais.

O primeiro e o segundo quarto foram vencidos pelo Mogi, que estava melhor na partida. Mas, o Corinthians conseguiu reagir e virar no terceiro quarto. Apesar do último tempo ter sido bastante disputado, o Timão acertou um arremesso valioso no final e obteve uma vitória muito importante para a sequência da temporada.

Com o resultado, o Timão ganhou uma posição e passou para a 9ª colocação. Agora, está com 28 pontos. Até o momento, foram 19 jogos, que resultaram em nove vitórias e dez derrotas. Já o Mogi, é o 8º colocado, com 27 pontos. A equipe conta com nove vitórias e nove derrotas, em 18 jogos.

Agenda: O próximo confronto do Corinthians será no dia 8, às 14h, contra o Pinheiros, no Ginásio Wlamir Marques.

Escalação

O quinteto definido por Demétrius para iniciar a partida foi composto por Fischer, Fuller, Malcolm Miller, Arthur e Lucas Cauê. Já a equipe adversária, comandada por Guerrinha, começou o jogo com Guilherme Lessa, Douglas Santos, Dominique Coleman, Luís Gruber e Wesley Castro.

Como foi o jogo?

Primeiro quarto

Apesar da primeira boa jogada da partida ter sido de Lucas Cauê, que tentou fazer os primeiros pontos, o Mogi começou melhor. Após briga pela bola, a posse ficou com os adversários e Lessa tentou abrir, mas recebeu falta de Fischer. Após errar o primeiro lance livre, fez o primeiro ponto na segunda tentativa. Fuller tentou marcar para o Corinthians, mas falhou ao tentar uma cesta de três pontos. Ao invés de somar pontos, o Timão acabou sofrendo mais dois com Douglas Santos, que levou a melhor na marcação com Fischer. Na sequência, Arthur tentou uma de três, mas também não conseguiu inaugurar o placar corinthiano. Lessa tentou no contra-ataque sem sucesso. Então, Miller aproveitou para fazer os dois primeiros pontos da equipe. Mas, o Mogi sempre se mantinha na frente do placar. Com aproveitamento menor na partida, o técnico corinthiano pediu tempo para conversar com sua equipe, quando o placar estava em 15 a 7 para os adversários. Já no final da partida, Gegê acertou um arremessou de três pontos, que deixou tudo igual. Porém, ainda deu tempo de Fúlvio acertar uma cesta de dois pontos e garantir a vitória parcial. Assim, o resultado do primeiro quarto ficou em 19 a 17 para o Mogi.

Segundo quarto

Precisando virar, Vezarinho e Pedro Nunes tiveram suas chances de fazerem os primeiros pontos da segunda etapa, mas falharam ao tentarem fazer três pontos. No entanto, Verazinho persistiu e conseguiu marcar uma cesta de dois e empatou a partida. O Mogi voltou a ficar na frente, após lance livre proveniente de falta do Lucas Cauê em Wesley. Em alguns minutos, os adversários conseguiram abrir quatro pontos e Lucas Cauê diminuiu para dois. No segundo quarto, o Mogi conseguiu abrir boas vantagens, embora o Corinthians estivesse sempre revidando. Os últimos pontos da segunda etapa saíram de uma cesta de três de Fuller, que diminuiu a diferença para cinco pontos. Depois disso, Arthur ainda tentou fazer mais três pontos, mas errou na tentativa. Do outro lado, Coleman também teve a chance de fazer uma cesta de três e aumentar a diferença. Porém, o placar do segundo quarto ficou mesmo em 41 a 36 para o Mogi.

Terceiro quarto

A reação corinthiana começou no terceiro quarto, Siewert errou uma tentativa de três pontos, mas Fischer não vacilou e logo acertou um arremesso de dois pontos. O primeiro ponto da equipe adversária começou na falta de Miller em cima de Wesley, que acertou um lance livre. O placar estava oscilando, mas o Mogi ainda se mantinha sempre na frente, mudando apenas a vantagem. Essa situação durou até o momento em que Fuller diminuiu a diferença de quatro para dois pontos e Arthur fez mais dois pontos, logo depois. Com o jogo empatado em 51 a 51, o objetivo agora de virar a partida. Então, a virada veio com mais uma cesta de dois pontos de Arthur. Ao ver sua vantagem indo embora, o técnico do Mogi pediu um tempo para orientar seus atletas. Após voltarem do tempo técnico, os adversários conseguiram ultrapassar o Corinthians, com um arremesso de três pontos de Gruber. Depois, Fuller repetiu o feito e empatou o placar. Em seguida, Coleman fez falta em Arthur, que acertou o lance livre e colocou o Timão na frente mais uma vez. Com o tempo quase zerado, Arthur ainda ampliou com uma cesta de dois. Dessa forma, o placar do terceiro quarto ficou em 59 a 56 para o Corinthians.

Quarto final

O Corinthians começou o último tempo com a missão de se manter na frente. Para isso, Arthur fez dois pontos logo no começo. O Mogi revidou com um arremesso de três pontos de Wesley. Mesmo assim, o Corinthians continuou administrando a vantagem, embora por pouco tempo. Afinal, Fabricio acertou uma cesta de dois e empatou tudo. Empolgados com o empate, logo o Mogi conseguiu passar na frente de novo, com cesta de dois pontos de Gruber. Precisando recuperar a vantagem, Fischer acertou um lance livre e diminuiu a diferença para apenas um ponto. Mas, foi o Mogi que acabou marcando e ampliando a vantagem, com cesta Fúlvio, valendo dois pontos. O jogo estava bem disputado, quando Siewert marcou mais dois pontos e reverteu a diferença para um novamente. No toma lá, dá cá, Gruber fez mais dois pontos e deixou a vantagem em três. Na sequência, Arthur fez dois lances livres e a diferença voltou a ser de um. Gruber reagiu e fez mais dois. Logo depois, o técnico corinthiano pediu mais uma parada para conversar com sua equipe. Depois disso, o Corinthians voltou ligado e Miller fez mais dois, a diferença foi para um mais uma vez. Mas não durou muito, pois Fúlvio acertou um arremesso de três. Nos momentos finais, com grande possibilidade de não conseguir vencer, o Corinthians renovou sua esperança com uma cesta de três de Fuller. Mesmo com pouco tempo restante, ainda deu para Fischer fazer falta em Gruber e verem o Mogi abrindo mais dois pontos de lance livre. Com a diferença em três pontos, Miller empatou e Fúlvio em lance livre colocou sua equipe na frente de novo. Os últimos pontos foram de Fuller, que em uma cesta de três pontos garantiu uma virada impressionante. Com isso, o placar final foi 77 a 75 para o Timão.

Veja mais em: Basquete.

Quem Atuou

Jogadores

  • Kyle Alejandro Fuller

    Fuller

    Pontos: 17
    Rebotes: 2
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 36m11s

  • Lucas Siewert

    Lucas Siewert

    Pontos: 20
    Rebotes: 8
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 30m50s

  • Arthur Henrique Stela Bernardi

    Arthur Bernardi

    Pontos: 15
    Rebotes: 10
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 28m30s

  • Ricardo Fischer

    Ricardo Fischer

    Pontos: 3
    Rebotes: 2
    Assistências: 4
    Tempo em quadra: 27m38s

  • Malcolm Jamal Miller

    Malcolm Miller

    Pontos: 9
    Rebotes: 5
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 22m35s

  • Lucas Cauê de Almeida Pereira

    Lucas Cauê

    Pontos: 6
    Rebotes: 3
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 17m36s

  • Pedro Barros Nunes

    Pedro Nunes

    Pontos: 2
    Rebotes: 6
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 15m15s

  • George Frederico Torres Homem Chaia

    Gegê

    Pontos: 3
    Rebotes: 1
    Assistências: 4
    Tempo em quadra: 12m22s

  • Renato Carbonari

    Renato Carbonari

    Pontos: 0
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 4m46s

  • Lucas Gabriel Vezaro

    Vezarinho

    Pontos: 0
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 4m17s

  • Felipe Dalaqua Almentra

    Dalaqua

    Pontos: 0
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 0m00s

  • Yan Djalo Barbosa Te

    Yan Djalo

    Pontos: 0
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 0m00s

Comente a notícia:

x