Corinthians cede apenas duas chances claras de gol a adversários em novo esquema de Sylvinho

9.8 mil visualizações 129 comentários

Sylvinho e comissão técnica antes do clássico entre Corinthians e Palmeiras, pelo Brasileirão

Sylvinho e comissão técnica antes do clássico entre Corinthians e Palmeiras, pelo Brasileirão

Danilo Fernandes/Meu Timão

O Corinthians busca ser um time no qual é difícil o adversário marcar gols. Para isso, o técnico Sylvinho apostou em um esquema com três volantes, sendo Cantillo o encarregado de armar a equipe atrás de caçadores como Gabriel e Roni, e vem colhendo o resultado no lado defensivo nestes últimos três jogos.

Ao todo, foram apenas duas chances claras de gol criadas nesses 270 minutos, além de nove finalizações do adversário de dentro da área alvinegra, a maioria (cinco) travada pela defesa no momento da execução. Os números são do SofaScore.

Desde o estabelecimento do esquema, ficou definido o colombiano como o primeiro homem do meio-campo, com espaço para articular as jogadas e protegido pelo "pulmão" de Gabriel e Roni, incumbidos de pressionar os adversários sem a bola e atacarem espaços com ela.

A primeira tentativa foi no jogo contra o América-MG, no domingo da semana retrasada, quando o Corinthians conseguiu controlar o duelo fora de casa na maior parte do jogo, apostando em um time que atacasse sempre pelo lado direito. Com o 1 a 0 no placar, poderia até ter ampliado o marcador, mas preferiu resguardar o resultado.

Foi nesse duelo a primeira "chance clara" de um adversário: uma cabeçada do atacante Ribamar, na altura da marca do pênalti, que Cássio espalmou para o lado após quique da bola na sua frente. O Corinthians, por sua vez, teve duas chances dessas.

Depois, contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil, o Timão viu os donos da casa passarem os 90 minutos sem criar chances claras, ainda que o 2 a 0 obtido na ida desobrigasse os goianos de qualquer ação ofensiva. O Corinthians teve uma e não aproveitou.

Já no sábado, contra o Palmeiras, a única chance clara, no critério do site estatístico, foi uma cabeçada de Breno Lopes na pequena área, após cruzamento, que Fábio Santos chegou no momento certo para cortar. O Timão, por sua vez, teve um chance - e converteu, com Gabriel.

Veja mais em: Sylvinho, Victor Cantillo, Gabriel e Roni.

Veja Mais:

  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Renato Augusto fez primeiro treino com os companheiros de equipe nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e Renato Augusto faz primeiro treino com elenco no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Entre 2016 e 2018, Léo Príncipe esteve presente em 24 partidas no profissional e marcou um gol

    Corinthians faz acordo na Justiça e quitará dívida com Léo Príncipe em 12 parcelas; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes
  • Giuliano e Renato Augusto estiveram na Neo Química Arena e viram in loco a derrota para o Flamengo, por 3 a 1; dupla ainda não tem condições legal e física para entrar em campo

    Corinthians pode não ter Renato Augusto contra o Santos; Giuliano tem mais chances de atuar

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x