Giuliano diz que seguiu coração para fechar com o Corinthians e lembra times marcantes do clube

4.0 mil visualizações 46 comentários

Giuliano sendo apresentado ao lado do presidente Duilio Monteiro Alves e do diretor Roberto de Andrade

Giuliano sendo apresentado ao lado do presidente Duilio Monteiro Alves e do diretor Roberto de Andrade

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O meia Giuliano viveu um sonho de criança na tarde desta quarta-feira, segundo ele próprio. Corinthiano de infância, ele afirmou ter escolhido o clube do Parque São Jorge por vontade do coração e deixou claro que tem noção do desafio que representa chegar ao Timão neste momento.

"Tenho noção porque sempre fui corinthiano. Essa proporção e cobrança existe e eu estou muito feliz de estar aqui, representando essa camisa. Eu sei que quando a equipe vai bem, a torcida ajuda e quando não, também cobra. Nos fortalecemos como entidade, time, torcida. Da minha parte não vai faltar raça. Estou ansioso para estrear, quero estar 100% fisicamente para ajudar a equipe", comentou em sua apresentação.

Reforço que chega com o status de titular desde que assinou o contrato, Giuliano considerou o que será necessário para que a equipe consiga reagir nos próximos jogos, principalmente depois da péssima atuação diante do Flamengo.

"Eu sigo meu coração. Minha decisão, repito, é um sonho realizado. Eu tive outras propostas e vim porque achei que era o momento. Claro que há conserto para o time. Tem trabalho, todos estão se esforçando. As coisas ainda não se encaixaram, mas o campeonato é longo e é um processo. Não dá pra querer mudar do dia pra noite e vencer o tempo todo. Acho que o Corinthians está melhor organizado financeiramente do que vocês imaginam. Acho que esse crédito tem que ser dado, inclusive pela imprensa. Acredito no trabalho, na administração, no poder da equipe, nos jovens, nos experientes. Precisamos de tempo e paciência para encaixar. Quando isso acontecer, nossa equipe vai alavancar no campeonato", continuou.

Revelado pelo Paraná, Giuliano atuou ainda por Internacional e Grêmio no futebol brasileiro, sempre conseguindo destaque em times que brigavam por títulos no país. Para ele, aliás, a possibilidade de ganhar e ser cobrado para tal se traduz em grande motivação.

"Sem dúvida. Sou movido a desafios. Isso me motiva muito. Vou ser muito cobrado quando entrar em campo, mas é isso que gosto. Passei por lugares em que a cobrança não era grande, e minha alegria de competir não era a mesma. Sei que vão criticar, mas vão me apoiar muito também", concluiu.

Lembranças e ídolos como torcedor

Honrando a fala de ser corinthiano desde sempre, Giuliano lembrou alguns times marcantes na sua infância. Em uma citação, lembrou do elenco campeão brasileiro em 1998, com Dinei participando de todos os gols na decisão contra o Cruzeiro, à época defendido pelo goleiro Dida.

"Tem um jogo, não vou saber exatamente o placar, mas um jogo contra o Cruzeiro. Se não me engano, o atacante era o Dinei, com o Mirandinha. Acho que foi do Brasileirão. Dida no gol, foi um jogo que me marcou bastante. Era um time que jogava muito pra frente. Gostava muito de assistir aos jogos do Corinthians", recordou Giuliano, que tinha oito anos na época.

Já mais perto da adolescência, ele também se disse encantado com o melhor lado esquerdo do mundo, expressão cunhada pelo técnico Carlos Alberto Parreira para a equipe campeã do Rio-SP, da Copa do Brasil e vice do Brasileiro em 2002. Principalmente com o meia Ricardinho.

"Eu gostava muito do Ricardinho. Do Gil, Kleber. Era maravilhoso ver eles jogando. Jogador inteligente, semelhante com as minhas características", avaliou o atleta, agora liberado para falar sobre o corinthianismo.

"Depois de profissional, você acaba segurando um pouco do que fala. A proporção é diferente. Quando falo que sou torcedor, depende da onde estou. O sentimento que tem, isso ninguém muda, mas as vezes as pessoas deturpam isso. Depois de profissional, segui torcendo, mas reservadamente para mim", concluiu.

Veja mais em: Giuliano, Retrospecto do Corinthians e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians terá quarteto de reforços disponíveis para uma partida pela primeira vez

    Com presença de quarteto, Corinthians divulga lista de relacionados para duelo contra o América-MG

    ver detalhes
  • Marcelo Robalinho, empresário e advogado de Jadson, ao lado do ex-camisa 10 do Corinthians

    Justiça bloqueia valor da dívida do Corinthians com empresário de Jadson; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Róger Guedes e Willian em último treino do Corinthians antes de enfrentar o América-MG

    Corinthians encerra preparação para enfrentar o América-MG; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Paulinho rescindiu contrato com o clube árabe

    Paulinho rescinde contrato com clube árabe; entenda a situação do jogador

    ver detalhes
  • Última foto de Danilo Avelar divulgada pelo Corinthians, no fim de março; jogador treina todos os dias no CT, como manda a legislação, mas o clube não divulga imagens

    Corinthians tem apenas seis dias para realocar Avelar na Série A; poucos países ainda têm janela

    ver detalhes
  • Jogadoras, comissão e estafe do Corinthians feminino doaram 70 cestas básicas neste sábado

    Jogadoras, comissão e estafe do Corinthians feminino doam cestas básicas para população carente

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x