Venha fazer parte da KTO
x

Corinthians bate Portuguesa na estreia de António Oliveira e volta a vencer no Paulista

25 mil visualizações 451 comentários Reportar erro

Maycon, de pênalti, abriu o placar para o Corinthians; Yuri Alberto selou a vitória

Danilo Fernandes / Meu Timão

Corinthians 2 X 0 Portuguesa

Paulista 2024
11 de fevereiro de 2024, 16:00
Corinthians 2 x 0 Portuguesa
Neo Química Arena, São Paulo, SP.

Na tarde deste domingo, o Corinthians se reencontrou com as vitórias. Na Neo Química Arena, o Timão superou a Portuguesa por 2 a 0 pela sétima rodada do Campeonato Paulista.

Após boas chances desperdiçadas ao longo da primeira etapa, Maycon anotou de pênalti antes do intervalo para dar vantagem ao clube do Parque São Jorge. No segundo tempo, o Corinthians não brilhou, mas foi às redes com Yuri Alberto para selar a vitória do Timão.

Com o triunfo, o elenco comandado por António Oliveira, que fez sua estreia no comando técnico, pôs fim a uma sequência de cinco derrotas seguidas e saiu da zona de rebaixamento do Paulista. O Corinthians soma seis pontos, ainda na lanterna do Grupo C, e figura na 12º posição. O clube alvinegro ainda pode perder colocações na tabela de classificação nessa rodada.

Anota aí, Fiel! O Corinthians tem pouco tempo para comemorar o triunfo antes do próximo compromisso. Na próxima quarta-feira, às 21h35, o Timão visita o Botafogo, de Ribeirão Preto, pela oitava rodada do Paulista.

Escalação

Em sua estreia pelo Corinthians, António Oliveira fez algumas alterações em relação à última derrota do Timão, no clássico contra o Santos: Raul Gustavo entrou na vaga de Hugo e Yuri Alberto no lugar de Romero (suspenso). Sendo assim, o clube do Parque São Jorge foi a campo com: Cássio; Fagner, Félix Torres, Raul Gustavo e Caetano; Raniele, Maycon e Rodrigo Garro; Wesley, Yuri Alberto e Pedro Raul.

Portuguesa

Meu Timão

No banco de reservas, o Timão teve algumas novidades, entre eles Gustavo Henrique (pela primeira vez relacionado para uma partida) e o centroavante Arthur Sousa, que retornou após desconforto muscular. Os seguintes jogadores estiveram à disposição: Carlos Miguel, Fausto Vera, Matías Rojas, Gustavo Henrique, Gustavo Mosquito, Breno Bidon, Arthur Sousa, Matheus Araújo, Kayke, Léo Mana, Ryan e Hugo.

A Portuguesa, por sua vez, foi a campo com: Thomazella; Douglas Borel, Quintana, Diogo Silva e Eduardo Diniz; Patrick e Zé Ricardo; Dudu Miraíma, Giovanni Augusto e Felipe Marques; Chrigor.

O jogo

Primeiro tempo

Com apoio da Fiel, o Corinthians tentou começar em cima e com ritmo alto. O Timão apresentou uma disposição diferente, com a presença de três zagueiros na saída de bola, tendo Wesley e Fagner mais espetados pelos lados. Aos dois minutos, Maycon cruzou forte para a área pela esquerda, mas não encontrou ninguém.

Porém, aos seis minutos, a grande chance foi da Portuguesa. Após lançamento, Chrigor superou Raniele em velocidade, invadindo a lateral da área, próxima à linha de fundo. O atacante adversário limpou Félix Torres e chutou, mas Cássio fez a defesa, antes de a zaga corinthiana afastar o perigo.

O elenco alvinegro respondeu na bola parada. A cobrança de falta de Garro passou pela área e sobrou para Fagner, no lado direito. O lateral cruzou em direção a Raul Gustavo, que escorou para Raniele. O volante furou na primeira e tentou uma bicicleta na sequência, mas saiu pelo lado.

O Timão seguiu em cima e criou mais duas oportunidades em pouco tempo. Aos 12, Wesley rabiscou a marcação e enfiou passe para Yuri Alberto. A bola fugiu um pouco e o centroavante rolou para trás para Fagner, que teve o chute bloqueado. Dois minutos depois, Pedro Raul recebeu em profundidade pela esquerda e tocou para trás na direção de Yuri Alberto. O atacante finalizou de esquerda, mas no meio do gol.

A partida perdeu um pouco de velocidade, e o clube alvinegro diminuiu a pressão sobre a Portuguesa. O maior susto veio com Pedro Raul, mas não por chance de gol: o atacante alegou um problema na coxa e foi atendido, retornando ao gramado.

Aos 29, o centroavante protagonizou a melhor oportunidade do Corinthians. Garro bateu falta no segundo pau e encontrou Raniele, que jogou para a área. A defesa da Portuguesa afastou, e Pedro Raul chutou de voleio, mas Thomazella defendeu. O atacante, porém, pediu substituição pelo problema físico e deu lugar a Matías Rojas.

Três minutos depois, foi a vez de Wesley incomodar a defesa visitante. Ele fez jogada individual pela esquerda e trouxe para o meio. Na finalização, o chute tirou tinta da trave esquerda do goleiro, quase abrindo o placar. A Portuguesa responder em bola parada, com cabeçada que passou à esquerda de Cássio.

Depois de um momento mais frio no jogo, o Timão voltou a ocupar o campo de ataque. E foi recompensado. Aos 41, Wesley avançou pela esquerda e encontrou passe para ultrapassagem de Fagner, que dominou e, no momento do drible, foi derrubado pelo marcador, conquistando pênalti. Na marca da cal, Maycon bateu, com bola de um lado e goleiro do outro, para a alegria da Fiel. 1 a 0 Corinthians.

A Portuguesa, porém, não se abalou e quase empatou o jogo. Depois de cobrança de escanteio, Felipe Marques recebeu na direita da grande área e chutou para boa defesa de Cássio. No rebote, Felipe tentou de novo, mas o disparo foi na rede pelo lado de fora área.

No fim da primeira etapa, outro susto com atletas do Timão, agora mais grave. Matías Rojas dividiu no alto com defensor da Portuguesa. O paraguaio caiu no campo após o lance forte, recebendo atendimento médico ali no gramado, enquanto o árbitro encerrava o primeiro tempo.

Segundo tempo

Na volta dos vestiários, o Corinthians tinha dificuldades em encontrar espaços mesmo vencendo, tanto que a Portuguesa foi a mais perigosa. Aos cinco minutos, uma bola rebatida pela defesa adversária encontrou desatenção na zaga alvinegra. Felipe Marques partiu em velocidade e invadiu a área, mas chutou forte de esquerda para fora.

Os ataques do Timão se concentravam pelo lado esquerdo. A dupla Wesley e Rodrigo Garro tentava avançar, mas o Corinthians seguia sem criar chances. A Portuguesa, por sua vez, arriscou de novo em bola parada, aos 14, com cabeçada de Quintana, mas a cabeçada foi longe do gol.

O Corinthians conseguiu se estabelecer no ataque após minutos sem criar. Aos 18, Garro enfiou lindo passe para Wesley, que entrou na área em situação de um contra um. O ataque corinthiano finalizou, mas foi travado. Na sequência, Rojas cobrou escanteio na cabeça de Raul Gustavo, que testou firme, mas a bola passou pela esquerda.

Aos 23, António Oliveira fez a primeira substituição em busca de renovar o fôlego da equipe. Gustavo Mosquito foi acionado na vaga de Wesley. Logo depois, Maycon cruzou na área, mas Yuri Alberto não alcançou.

A equipe visitante, mesmo sem grande perigo, rondava a área alvinegra. Aos 30 minutos, Henrique Dourado cabeceou fraco para a defesa de Cássio. Depois, Fagner afastou mal, e a Portuguesa arriscou de fora da área, mas a bola foi longe do alvo.

Mesmo sem animar, a Fiel voltou a festejar. Aos 32, Maycon aproveitou bola rebatida e cabeceou para Yuri Alberto, armando contra-ataque em velocidade. Sem marcação, o centroavante do Timão invadiu a área e bateu cruzado, deslocando o goleiro para balançar as redes da Neo Química Arena. 2 a 0 Corinthians.

Logo após o segundo gol, António Oliveira fez novas mudanças. Ryan, Fausto Vera e Hugo entraram nos lugares de Garro, Maycon e Caetano, respectivamente.

Quatro minutos depois, Yuri Alberto foi garçom em outra grande chance. Ele tabelou com Rojas, que entrou na área. Ele perdeu o controle da bola, mas tentou finalizar, só que a bola passou à direita da meta adversária.

Com cinco minutos de acréscimos, o Corinthians não deixou de pressionar. Aos 46, Gustavo Mosquito arrancou pela esquerda e finalizou forte, mas parou no goleiro da Portuguesa.

Sem sustos, o Timão fechou a partida por 2 a 0 e encerrou a sequência negativa no Paulista.

Veja mais em: Corinthians x Portuguesa e Campeonato Paulista.

Notas dadas aos personagens da partida

Titulares

Reservas

Treinador

Árbitro

Comente a notícia: