Venha fazer parte da KTO
x

Pivô de polêmicas e ex-assessor na era Dualib: quem é Marcelo Mariano, braço direito de Augusto Melo

15 mil visualizações 254 comentários Reportar erro

Por Pedro Mairton e Rodrigo Vessoni

Marcelo Mariano, conhecido como Marcelinho no Parque São Jorge, é o atual diretor administrativo do Corinthians; sua manutenção com aval de Augusto Melo fez o diretor jurídico Yun Ki Lee pedir desligamento

Marcelo Mariano, conhecido como Marcelinho no Parque São Jorge, é o atual diretor administrativo do Corinthians; sua manutenção com aval de Augusto Melo fez o diretor jurídico Yun Ki Lee pedir desligamento

Reprodução/Instagram

O nome de Marcelo Mariano ganhou notoriedade no Corinthians nos últimos dias. Marcelinho, como é conhecido no Parque São Jorge, ocupa o cargo de diretor administrativo na gestão de Augusto Melo e foi um dos personagens da denúncia do jornalista Juca Kfouri em seu blog no UOL.

Segundo a reportagem, Marcelo Mariano deu ordem a um funcionário do setor financeiro do Corinthians para depositar R$ 1,4 milhão para a Rede Social Media Design LTDA, intermediária do negócio com a Vaidebet que, por sua vez, repassou parte desse dinheiro a uma empresa 'laranja'. Autorização essa que, aliás, não teve conhecimento prévio de Rozallah Santoro, diretor do departamento que estava em viagem.

Após a exposição do caso, o presidente Augusto Melo foi pressionado por aliados para afastar Sergio Moura e Marcelo Mariano de suas funções. Marcelo pelo motivo descrito acima. Sergio, por sua vez, pelo laço de amizade com Alex Cassundé, um dos sócios-administradores da Rede Social Media Design, empresa que aparece no contrato de patrocínio da Vaidebet como intermediadora.

Em meio a pressão sobre Augusto Melo, Sergio Moura pediu licença do cargo de superintendente de marketing, mas Marcelo Mariano seguiu no posto de diretor administrativo mesmo diante da recomendação do diretor jurídico Yun Ki Lee de afastá-lo. Fato que, aliás, resultou no pedido de demissão do advogado e do diretor adjunto Fernando Perino.

O Meu Timão abaixo explica quem é Marcelo Mariano e mostra um histórico da trajetória dele na política do clube do Parque São Jorge. A reportagem entrou em contato com o diretor para que ele pudesse esclarecer suas funções no clube e se pronunciar sobre as polêmicas recentes. Ele, porém, optou por não se posicionar no momento. O canal segue em aberto caso o dirigente expresse o desejo de se pronunciar.

Poucas horas depois do pedido de demissão do diretor jurídico Yun Ki Lee, Augusto Melo esteve com Marcelo Mariano em evento do máster no Parque São Jorge

Poucas horas depois do pedido de demissão do diretor jurídico Yun Ki Lee, Augusto Melo esteve com Marcelo Mariano em evento do máster no Parque São Jorge

Reprodução/Instagram

Quem é Marcelo Mariano e qual sua função no PSJ

Marcelo Mariano dos Santos é o atual diretor administrativo do Corinthians. Conforme consta no perfil dele no LinkedIn, ele é profissional autônomo de plástico e um dos administradores da Paxon, empresa do ramo varejista de equipamentos eletrônicos sediada em São Paulo e fundada em 1997.

Como diretor administrativo no Corinthians é responsável pela coordenação de algumas atividades no clube social, como as áreas de limpeza, segurança, departamento médico interno, tecnologia e compras. Tecnicamente, ele não está autorizado a se envolver no departamento financeiro.

Marcelinho foi um dos nomes que ganharam a confiança de Augusto Melo durante a campanha para presidente do Corinthians, assim como Rubão - ambos foram peças-chave na articulação política do grupo opositor que venceu as eleições.

Ele foi nomeado como diretor administrativo do Corinthians pela forte ligação com Osmar Stabile, primeiro vice-presidente de Augusto Melo. Ambos já trabalharam juntos no clube alvinegro na primeira década do Século XXI, ainda na gestão de Alberto Dualib.

Osmar Stabile, primeiro vice-presidente de Augusto Melo

Osmar Stabile, primeiro vice-presidente de Augusto Melo, ex-diretor de Dualib

Reprodução/Facebook

Apesar da pressão sobre Augusto Melo em desligar Marcelo Mariano, o diretor administrativo é considerado o "homem de confiança" do presidente "até que se prove o contrário".

"Primeiro que são meus homens de confiança (Marcelo Mariano e Sergio Moura) até que se prove o contrário. Não é pressão que vai me fazer tirar A ou B. O Sérgio (Moura) se desligou para poder processar tais pessoas e não envolver o Corinthians e só aceitei por causa disso", afirmou Augusto Melo em entrevista ao canal do influenciador Cross, no YouTube.

Augusto Melo ainda explicou o motivo de Marcelo Mariano ter ordenado o pagamento para a Rede Social Media Design sob a ausência de Rozallah Santoro.

"Ele desceu lá (setor financeiro), pois o diretor (Rozallah Santoro) estava viajando. Ele desceu lá, como todo dia, para passar para mim tudo o que tem que pagar. O Marcelo Mariano é uma pessoa muito profissional, muito qualificada, aliás já foi diretor de esportes terrestres, já participou da gestão do Dualib e conhece o clube", concluiu.

Pivô de antigas polêmicas

O envolvimento com a intermediação no acordo com a Vaidebet não foi a única vez que o nome de Marcelo Mariano foi ligado a polêmicas no Corinthians.

Em meados dos anos 2000, Marcelo Mariano foi assessor de Osmar Stabile, que na época era o vice-presidente de esportes terrestres do clube, departamento que engloba o futsal, basquete, boxe, MMA e futebol americano, entre outras modalidades.

No ano de 2016, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) condenou o Corinthians por irregularidades na prestação de contas do repasse de R$ 330 mil da Prefeitura de Osasco para investir no time de futsal em 2006 e nomeou Marcelo Mariano como responsável no documento do processo, de número 35133/026/11.

O valor a ser devolvido pelo Corinthians após correção da inflação foi de R$ 706.283,11. O clube chegou a recorrer da decisão em dezembro de 2022, mas teve o pedido negado pelo TCE-SP.

A defesa do Corinthians alegou que o dinheiro foi utilizado para pagar salários, taxas federativas, previdência social e outras despesas administrativas, além de afirmar que o município de Osasco foi representado pelo futsal corinthiano naquele ano.

O TCE-SP, por sua vez, alegou que a prestação de contas do Corinthians não obedeceu todas as regularidades previstas no Termo de Ciência e Notificação entre as partes envolvidas - confira os trechos do processo abaixo.

Além disso, o Ministério Público de Contas pontuou que o clube usou a verba para contratar jogadores e comissão técnica, e não somente pela indenização com o gasto com transporte e alimentação. A prática não foi considerada como um serviço essencial a ser suportado pelo município de Osasco.

Confira os trechos da condenação do TCE-SP ao Corinthians por irregularidades na prestação de contas com a Prefeitura de Osasco

Os dados do processo do TCE-SP; o nome de Marcelo Mariano aparece como responsável

Os dados do processo do TCE-SP; o nome de Marcelo Mariano aparece como "responsável"

Reprodução

Com as devidas correções de inflação, o Corinthians foi condenado a devolver mais de R$ 700 mil à Prefeitura de Osasco

Com as devidas correções de inflação, o Corinthians foi condenado a devolver mais de R$ 700 mil à Prefeitura de Osasco

Reprodução

A decisão do TCE-SP de condenar o Corinthians por irregularidades na prestação de contas

A decisão do TCE-SP de condenar o Corinthians por irregularidades na prestação de contas

Reprodução

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Augusto Melo e Patrocinador do Corinthians.

Veja Mais:

  • Rozallah Santoro explicou a contribuição do Fiel Torcedor para as receitas do Corinthians

    Ex-diretor financeiro do Corinthians traça panorama e revela quanto o clube ganha com Fiel Torcedor

    ver detalhes
  • Igor Coronado entrou na seleção da rodada do Bola de Prata

    Goleiro e meia do Corinthians se destacam e entram em seleções do Bola de Prata; confira

    ver detalhes
  • Rodrigo Garro foi eleito melhor jogador do Corinthians pelo centroavante rival

    Centroavante de time rival elege melhor jogador do elenco do Corinthians; confira

    ver detalhes
  • Corinthians visita o Internacional buscando ascender na tabela do Brasileirão

    Corinthians visita o Internacional buscando ascender na tabela do Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Corinthians enfrentará o Palmeiras na segunda-feira, dia 1 de julho

    CBF altera data do Dérbi e outra partida do Corinthians pelo Brasileirão; veja

    ver detalhes
  • Corinthians desembarca em Florianópolis para encarar o Internacional

    Corinthians desembarca em Florianópolis com 26 jogadores para encarar o Internacional; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: