Post de Bell no fórum "Off topic" do Meu Timão

Cara, venho reclamando disso com a minha mulher faz uns 2 meses, que meu carro está consumindo mais, eu moro em SP centro e abasteço sempre nos mesmos postos, caraca, tamo fudid* hahaha (rir pra não chorar).

em Off topic > Alerta: Fraude nos Postos de Combustível!

Em resposta ao tópico:

Resolvi fazer esse tópico em ''off'' para alertar o povo e ver se isso chega ao conhecimento das autoridades para que eles deixem a zona de conforto (ou coisa pior) e tomem uma providência.

Há uns meses comecei a reparar que o consumo do meu carro aumentou (pelo menos eu pensei inicialmente que era isso).

Faço sempre o seguinte cálculo: deduzo da capacidade total do tanque (55 litros, no meu caso) o ponto de reserva (7 litros), chegando, portanto, a 48 litros gastos, sempre que o computador de bordo acusa a reserva (procuro sempre encher o tanque, quando abasteço, pra evitar a evaporação). Daí, é só dividir a quilometragem rodada (uso sempre o hodômetro parcial, quando abasteço) por 48.

Pois bem, tinha uma média histórica de 10 km/l, com o carro atual e o anterior (mesmo modelo e motor), rodando na cidade, com pequenas variações (geralmente eu rodava, portanto, 480 km até a reserva). Repentinamente, essa média caiu para 9,4, 9,5 km/l, e não subiu mais para os patamares anteriores de consumo.

Quando já estava quase levando o carro pra revisão passei a notar que, ao abastecer, o frentista sempre colocava uns 2 litros a mais do que eu calculava necessário para encher o tanque. Imaginei, inicialmente, que ele desarmava o gatilho da bomba, pra vender mais, o que é/era bastante comum fazerem.

Porém, com o dado do possível aumento de consumo já em mente, brilhou a lampadinha do gênio tardio: caramba, os caras estavam entregando menos do que vendiam. Em média, 2 litros. O cálculo era invariável e só podia indicar fraude. Perguntei à patroa e ela também (''coincidentemente'') estava cabreira com o consumo maior do carro dela, que também sugeria a mesma fraude.

Nessa época, há uns 2 meses, ela ouviu no rádio que havia uma nova modalidade de golpe detectado em São Paulo, pelo qual os postos vinham encomendando um dispositivo eletrônico que burlava a bomba, e o dono do posto ou frentista de confiança conseguia desativar na hipótese de fiscalização.

Rodei vários postos, aqui em Jundiaí, e em todos havia a suspeita de fraude, a partir daqueles apontamentos que descrevi.

Hoje, vi na televisão uma reportagem em que a Polícia Federal prendeu em Goiás vários fiscais do INMETRO (responsáveis pela fiscalização dos postos de combustível), exatamente por aceitarem suborno para evitar o flagrante (e multa) por que irregularidade? Sim, exatamente essa! Os canalhas entregam menos do que vendem.

Vamos cobrar nossas autoridades, moçada, para que tirem o traseiro gordo da cadeira e acabem com um dos maiores golpes contra a economia popular já desfechados neste País, que faz com que você deixe uma caixinha para os donos de postos toda vez que abastece!

Responder ao post do Bell

Réplicas desse post

Avatar de Paulo

Por Paulo que tem 13845 posts no fórum
em 17/10/2017 às 16:41

Rapaz, vou pra São Paulo de vez em quando, e já abasteci por aí umas 3 vezes, desde que notei o problema, em lugares diferentes, na esperança de que algum posto estivesse fora do esquema, mas dei com os burros n'água! O troço já se espalhou pelo Brasil todo, ao que parece, que nem rastilho de pólvora...

Avatar de Dione

Por Dione que tem 577 posts no fórum
em 17/10/2017 às 17:01

Uma boa alternativa é solicitar ao frentista que abasteça seu carro com dez litros de gasolina e levar um botijão de 5 litros dentro do carro... Depois que ele acabar de colocar os 10 litros no tanque peça para ele encher o botijão de 5 litros até a marcação com o cuidado de perceber para que ele não desative nenhum dispositivo. Pronto.