Onde está o Corinthians e sua criatividade para contratar?

Andrew Sousa

23 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

ver detalhes

Onde está o Corinthians e sua criatividade para contratar?

Coluna do Andrew Sousa

Opinião de Andrew Sousa

9.7 mil visualizações 43 comentários Comunicar erro

Onde está o Corinthians e sua criatividade para contratar?

Corinthians não tem olheiros no Sul-Americano Sub-15, disputado no Paraguai

Foto: Divulgação/CBF

O fim da temporada se aproxima e os rumores de possíveis contratações já começam a pipocar nos bastidores do Corinthians. Nos fóruns de torcida, há sempre quem prepare listas com alvos que caberiam no orçamento do clube, sobretudo dos times da América do Sul.

Boa parte dos citados, porém, tem certo valor de mercado, principalmente os mais jovens. O que fazer para contornar isso? Apostar! E de certa forma, o clube tenta fazer isso.

No Sub-20 do Timão, há Juan David, o "novo James Rodríguez". Além dele, o bom Hugo Sandoval soma um bom número de gols como reserva de Nathan. No profissional, a equipe tem Bruno Méndez e o agora emprestado Ángelo Araos - um enorme investimento e que ainda não rendeu frutos.

Mas é possível acertar mais. E isso passa, é claro, pela capacidade de observação. Estar de olho em jovens promessas de países vizinhos é um passo importante para antecipar-se na "briga" com os rivais - alguns bem melhores que o Corinthians no quesito finanças.

No entanto, parece faltar um pouco de apetite. Nesta semana, o Paraguai recebe o Sul-Americano Sub-15, que conta com vários dos principais jogadores da categoria no continente. Obviamente, há centenas de olheiros de times da Europa e também da América do Sul. Já do Brasil, apenas dois: Flamengo e Athletico Paranaense - informação do GloboEsporte.com.

Onde está o Corinthians?

Mas calma, torcedor, é claro que não contratar incógnitas de 15 anos passa longe de ser o problema central da coisa. Aí, entra outro questionamento válido.

Nas inúmeras notícias que saem a respeito do Timão no mercado, os supostos alvos são ex-jogadores do próprio clube. Sidcley, Dentinho, Rodriguinho, enfim. E o pior é que até a torcida entrou nessa. Repatriar quem já deu certo em Itaquera parece obrigação. Mas cadê a criatividade?

No início da década, o Corinthians se notabilizou por tiros certeiros no mercado. Apostou em destaques de equipes menores e colheu os frutos (Ralf, Paulinho, entre outros). Arriscou um nome mais experiente e acertou (Danilo). Foi buscar nomes esquecidos, mas com boas passagens pelo Brasil e também teve êxito (Gil e Renato Augusto).

Agora, pena para dar uma bola dentro. Como publicado nesta sexta-feira aqui no Meu Timão, sete dos 15 jogadores contratados nesta temporada teve pouco espaço na equipe - até o já citado Bruno Méndez, de notório potencial, jogou pouco.

O ano se aproxima do fim de Tiago Nunes precisa de reforços pontuais para brigar por algo em 2020. Nos bastidores, é ele quem trabalha com as indicações, mas seria interessante ver o clube auxiliando no processo, com um vasto número de atletas observados e possibilidades estudadas. Torçamos para que isso aconteça.

Veja mais em: Mercado da bola.

Coluna do Andrew Sousa

Por Andrew Sousa

23 anos, formado em Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

O que você achou do post do Andrew Sousa?