1 mês grátis na Dazn
Corinthians x Fluminense

Pela Copa Sul-Americana, o Corinthians enfrenta agora o Fluminense

Acompanhe ao vivo
Contando mentiras dizendo só a verdade

Isabela Abrantes

Fez as pazes com o jornalismo, com quem tinha brigado ainda na faculdade. Saiu do mundo das agências de publicidade e das startups de tecnologia para fazer no Meu Timão tudo que acredita na vida.

ver detalhes

Contando mentiras dizendo só a verdade

Coluna da Isabela Abrantes

Opinião de Isabela Abrantes

42 mil visualizações 135 comentários Comunicar erro

Contando mentiras dizendo só a verdade

Washington Olivetto, a Folha de São Paulo, o Adolf e o Corinthians

Foto: -

Você provavelmente conhece um corinthiano ilustre que atende pelo nome de Washington Olivetto. Publicitário premiadíssimo, torcedor fanático e declarado, e uma das mentes por trás da diretoria na época da Democracia Corinthiana.

Foi o próprio que, em 1989, fez uma propaganda marcante para o jornal Folha de São Paulo. Acusada de participar ativamente da ditadura militar, o jornal precisava recuperar sua credibilidade diante do novo cenário político que se estabelecia - ainda instável e cheio de manifestações populares.

Dona da W/Brasil, agência da qual a Folha era cliente na época, a engenhosa mente de Olivetto criou uma das peças mais verdadeiras da publicidade brasileira. Tão verdadeira, que ganhou um “Leão de Ouro” em Cannes - o equivalente a um Oscar do mercado publicitário. Se você não viu, vai assistir e descobrir que em apenas 1 minuto, ele explicou uma coisa que não deveríamos nos esquecer nunca:

O filme se chama “Hitler”. E claro que eu, deliberadamente, só te contei isto no texto depois do vídeo para provocar o efeito que eu desejava em você. Assim, embora toda a informação esteja aqui, eu também editei os fatos à minha maneira para conseguir o que eu queria.

Estas informações conduzidas são um fenômeno interessante pois alteram diretamente nossa percepção dos fatos. O objetivo do vídeo é causar impacto, claro, mas observe que ele se baseia em um recurso poderoso: você já tem um conceito anterior - ou seja, é consenso entre nós - de que o Hitler foi um cara mau. Por isso, ele não precisa te explicar essa parte para que você chegue à grande conclusão do vídeo: o Washigton só apostou no senso comum para te mostrar como uma distorção pode ser construída mesmo quando se utiliza apenas de fatos reais.

O problema maior é que nem sempre você tem a informação prévia que te permite decodificar aquela mensagem. Quando é assim, vai consumir a ‘verdade’ apresentada: o que na pratica significaria achar que o cara do vídeo foi um herói que salvou seu país. E, embora a lição do nosso genial corinthiano nos fale de outro lugar, outro tempo e outro personagem, ela ainda soa atual passados 28 anos. Especialmente porque nos fala sobre o poder da edição e a capacidade de destacar - e omitir - os fatos para construir uma verdade, não a única, não a mais precisa - mas apenas um recorte dela.

Voltemos então ao Corinthians, e aos fatos. E às versões editadas destes fatos. Ou dos mesmos fatos, sob diferentes óticas.

Hoje, por exemplo, um destes fatos é que temos jogado lamentavelmente mal. Este fato, ofusca um outro que também devia estar sendo debatido. O fato omitido, ou pouco explorado, porém, é que temos sido sistematicamente prejudicados pela arbitragem. Por que ninguém (além de nós) fala disso? Será que o campeonato - que provavelmente terminará com o título de um rival favorecido pelos mesmos erros - não está manchado, como foi repetido à exaustão no ano passado?

Coluna do Cosme Rímoli

Mesmo fato, mesmo jornalista, duas “verdades”

Não é só sobre a arbitragem, porém. O jogo de luz e sombra sobre os fatos se expande para todas as instâncias quando o assunto Corinthians. Fala-se dos problemas na Arena, fala-se torcida. Fala-se de Oruro ao citar o caso recente no Rio, mas não se fala de 1976 quando milhares de corinthianos invadiram aquele mesmo Maracanã em dia de festa e paz. Fala-se da crise do Corinthians com a Odebrecht - nem de longe tão hostil quanto a W.Torre e o Palmeiras. Fala-se da violência da torcida do Corinthians, ignora-se o corinthiano morto sob barras de ferro em Itapevi. Fala-se do contrato assinado fora da data por um presidente, mas não se fala (ou questiona) um outro presidente que quer comprar para ele próprio o estádio que pertence ao se clube. Fala-se. Fala-se. E edita-se.

Isso não significa que tudo que se fala é mentira, tampouco significa que tudo que se fala é mal intencionado. Significa que, como ironicamente a própria Folha nos traz, as verdades absolutas não existem. Precisamos questioná-las e encará-las, buscar novas maneiras de editar ou enxergar os fatos que elas nos trazem.

Não significa que alguém precisa bater no Caco Barcellos - ou em qualquer outro repórter - porque ele trabalha para uma empresa que editou um fato de um jeito questionável. Significa apenas que você, a cada dia, precisa se lembrar daquele corinthiano esperto que ensinou: “é preciso tomar muito cuidado com a informação que você recebe”.

Coluna da Isabela Abrantes

Por Isabela Abrantes

Fez as pazes com o jornalismo, com quem tinha brigado ainda na faculdade. Saiu do mundo das agências de publicidade e das startups de tecnologia para fazer no Meu Timão tudo que acredita na vida.

O que você achou do post da Isabela Abrantes?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 11468º

    Marcos 64 comentários

    por @markinho7

    Parabéns pelo texto, é bem isso mesmo... Sobre a imprensa, é incrível a falta de respeito para com o Corinthians, vide os programas de esporte da ESPN, a rádio Jovem Pan, o jornal Folha de São Paulo, etc... Sem falar nesses blogueiros, esse Cosme Rímole dá asco ler os textos dele, também tem aqueles o UOL, Perrone, 90% dos posts dele é detonando da Arena Corinthians (não que não tenha que trazer a luz as falcatruas feitas pela construtora e os dirigentes), só que é demais... Agora, é incrível como a diretoria do Corinthians está fragilizada, o Clube vem sendo prejudicado em todos os jogos, e ninguém fala nada... A imprensa nem toca no assunto, quando se erra em nosso favor, ficam a semana inteira falando sobre o assunto. Diretoria fraca, omissa... Porém, vamos falar a verdade né, esse time do Corinthians é ruim que dói... Aff Tá osso torcer para o Timão viu, que saudade do time do Tite... Oswaldo de Oliveira... Sem comentários...

  • Foto do perfil de Ramon

    Ranking: 17º

    Ramon 22592 comentários

    por @ramon.felipe1

    Se eu sou da diretoria do Corinthians, começo a processar um a um por tanta mentira deslavada.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Salvador

    Ranking: 2783º

    Salvador 436 comentários

    135º. por @meutimao.com

    Parabéns à corinthiana e também pela verdade jornalistica, espero que você não se embeba das mentiras oras por um oras por outro contada Brasil a fora, entendo sua indignação e às vezes fico tão irritado e por isso talvez até trato mal alguém que tenta falar bem destas porcarias que lemos e vemos e que pela qual estamos expostos em nosso dia a dia, em síntese, jornalistas falando de economia sem nunca ter cursado uma, falando mentiras no futebol sem nunca buscar verdades e se escondendo no jargão "não posso revelar minha fonte" e se receber criticas contundentes, respondem "vão tolher minha liberdade de imprensa" e com isto, apenas na falácia, acabam e fazem: times, seres humanos, economias, governos e etc, por estes motivos sempre digo que a "síndrome de vira latas" jamais acabará e por consequenncias este povo e jornalistas jamais serão de primeira grandeza, saudações corinthianas, um bom dia e que Deus à abençoe com muito sucesso em sua nova caminhada, Beijos.

  • Foto do perfil de Carlos

    Ranking: 1621º

    Carlos 740 comentários

    134º. por @carlos.fonseca.junio

    Isabela, seu texto, repito, é muito bom; entendo sua abnegação e o amor ao time, mas talvez ocorra uma idiossincrasia entre nossas posturas, a sua de jornalista que relata os fatos apurados; a minha, de advogado que exige uma providência imediata diante de tantas mazelas que estamos presenciando por parte da diretoria e agregados! Mas, louvo e entendo sua postura, fique com Deus!

    Foto do perfil de Isabela

    Isabela 51 comentários

    18/11/2016 às 13h34 por @isabela

    Carlos,

    Da forma como eu enxergo, o nosso trabalho no Meu Timão já é em si o trabalho de ação.

    A retórica não é especulativa, é uma constatação. Mas, modéstia a parte, creio que ninguém mais do que nós está fazendo um trabalho concreto no sentido de trazer as informações sobre o Corinthians de forma cada vez mais independente.

    Poucos torcedores no Brasil podem se orgulhar de ter um espaço predominantemente democrático para o debate e o fato de contar com um site que tem uma redação de jornalistas completamente dedicado ao clube para que torcem. Além disso, os poucos que tem estrutura similar, ao contrário de nós estão vinculados ao clube, e portanto, fazem um jornalismo situacionista.

    Um abraço!

  • Foto do perfil de Gallo

    Gallo 1 comentário

    133º. por @gallo.onaibaf

    Isabela, parabéns pela inteligência, importância e coragem do texto, com certeza um dos melhores que já li na minha vida, relacionado ao Corinthians e à setores 'donos da verdade' da mídia brasileira.
    Por favor, escreva mais sobre isso, pois grande parte da nossa torcida está cegueta sobre vários assuntos...

  • Foto do perfil de Maria Angélica

    Ranking: 159ª

    Maria 263 comentários

    132º. por @maria.angelica.nasci

    Perfeito. E muito pertinente ao momento que estamos passando, no pa´s e no Corinthians. Texto auto explicativo. Parabéns.

  • Foto do perfil de Isabela

    Ranking: 562ª

    Isabela 51 comentários

    131º. por @isabela

    Sugira então suas novas propostas. Há eu e mais 30 milhões de corinthianos ansiosos por ideias frescas.

    Tenho certeza que você causará mais impacto com elas do que causa gastando seu tempo vindo aqui me ofender.;)

  • Foto do perfil de Isabela

    Ranking: 562ª

    Isabela 51 comentários

    130º. por @isabela

    Primeiramente é OMNI e não Omini. O CNPJ da empresa é 011.123.730/0001-04, e está registrada em nome de Marta Alves de Souza Cruz. A informação é pública. Se ela não é a dona na prática, não sei e não poderia provar, portanto, não saio especulando pois sei da minha responsabilidade com o fato. Caso você consiga provar, terá sido mais capaz que eu e que toda a imprensa brasileira - te convido a tentar.

    Sugiro, porém, mais cuidado com as palavras. Você tem direito à sua opinião e está livre para gostar ou não do conteúdo que publico. Mas sua acusação de plágio é tão descabida que vou interpretar que te falta o entendimento do significado da palavra.

    Se você gastasse mais tempo pesquisando do que vociferando atrás de um box de comentários, provavelmente iria se deparar com a minha opinião declarando apoio ao FT com direito a voto em diversos lugares. No mais, não posso responder pelos comentários de outros articulistas, que tem o mesmo direito à livre opinião que você.

  • Foto do perfil de george

    Ranking: 49º

    George 9447 comentários

    129º. por @georgearcienega

    Essa diretoria deixou o nome Corinthians como aquele mendingo bebado caído na sarjeta e passa um vira -lata e mija nele na bôa...

  • Foto do perfil de FRANCISCO

    Ranking: 172º

    Francisco 3800 comentários

    128º. por @fchagasmedeiros

    Eu fico estarrecido com essa falta de percepção. E olhe que sou um leigo. O Rozemberg chegou perto de perceber essa grandeza que sabemos ser o Corinthians e tudo que ele representa. Isso na minha ótica de quem vê de muito longe (aqui da Paraíba - João Pessoa).

    Foto do perfil de Isabela

    Isabela 51 comentários

    18/11/2016 às 13h43 por @isabela

    Verdade, falta a percepção de dentro para fora da grandeza e da força midiática do Corinthians.

    No dia a dia mesmo, sofremos com isso para cobrir o clube, que muitas vezes beneficia exatamente essa mídia destrutiva, ao invés de abrir mais espaço para os veículos independentes como o Meu Timão.

    E olha que hoje, não se pode falar mais em "tamanho" - somos de longe o maior canal do Corinthians, e o veículo com maior alcance entre os corinthianos. Mesmo assim somos muitas vezes deixados de lado em detrimento da imprensa tradicional.

  • Foto do perfil de Guilherme

    Guilherme 1 comentário

    127º. por @guilherme.braga6

    Isabela, gostei muito do seu texto e da sua escrita, mas discordo da sua conclusão.
    Na minha opinião, os problemas do Palmeiras e as injustiças que a arbitragem e os órgãos que cuidam da justiça desportiva têm cometido contra o Corinthians não fazem com que os problemas como o atraso de salários, a falta de organização dentro de campo e as falcatruas envolvidas na construção da Arena deixem de existir. Entendo a indignação com a cobertura tendenciosa que é feita pelos veículos de comunicação. Como corintiano também me sinto injustiçado quando isso acontece. Mas o fato é que essas "verdades parciais" nos fazem muito mal.O que temos que fazer é cobrar que o Corinthians trabalhe para encontrar a solução para os problemas que ainda são remediáveis dentro de campo e administrativamente e que busque a punição dos responsáveis pelos erros do passado que nos prejudicam até hoje. Não podemos justificar ou encobertar nossos erros pelos erros de rivais.

    Vai Corinthians e boa sorte com a Coluna!

  • Foto do perfil de Isabela

    Ranking: 562ª

    Isabela 51 comentários

    126º. por @isabela

    Caro, como você acha que você ficou sabendo dos escândalos todos que está citando? Através da imprensa, claro. Este é o ponto central deste debate. Você precisa perceber que você sabe deles porque alguém decidiu que você deveria saber deles. Imagine tantos outros assuntos que alguém decidiu que você não deve saber?

    Não é uma questão de coragem. Isso, ainda bem não nos falta. Aliás, procure por todos os casos e verá que cada um dos casos está publicado aqui no Meu Timão.

    A questão é que se você ou outros corinthianos não tiverem o mínimo de criticismo sobre os "fatos" que a imprensa te traz, será para sempre massa de manobra.

    E será essa mesma imprensa que - atendendo aos interesses próprios - irá te fazer apoiar a próxima "Renovação e Transparência", que você tanto critica. O apelo aqui não é nenhuma vitimização, é para que o corinthiano não abdique de sua capacidade de pensar por si mesmo. Um abraço!