Será mesmo que a Arena Corinthians é a Casa do Povo?

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

Será mesmo que a Arena é a Casa do Povo?

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

6.3 mil visualizações 65 comentários Comunicar erro

Será mesmo que a Arena é a Casa do Povo?

Pedrinho deixou o dele contra o Flamengo

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Conforme o sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol, o Corinthians enfrenta o Flamengo nas oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo é uma reedição de uma das semifinais da competição no ano passado, mas essa não foi a única vez que os times mediram forças em fase de mata-mata.

As equipes já se enfrentaram outras quatro vezes em jogos eliminatórios de ida e volta. E mesmo que o número de vitórias seja o mesmo para cada lado, quatro, o Flamengo leva vantagem nas classificações, avançando em três das quatro oportunidades.

Mesmo que o retrospecto aponte o Flamengo como suposto favorito, a equipe de Fábio Carille conta com o bom desempenho em mata-mata na temporada para avançar mais uma vez: até o momento foram oito conquistas em oito disputas, ou seja, o Timão tem 100% de aproveitamento.

Outro fator que dá ainda mais razão aos torcedores corinthianos para acreditarem em uma classificação em cima do Flamengo é o desempenho do Corinthians de Fábio Carille em mata-matas. No comando do treinador, o time disputou 22 eliminatórias e tem pouco mais de 90% de aproveitamento, com 20 classificações e duas eliminações.

O que pode causar dúvida nos torcedores, porém, é saber que sob o comando de Carille, o Timão ainda não venceu o Flamengo. Foram apenas dois confrontos, ambos pelo Brasileirão 2017. O primeiro, em Itaquera, acabou em 1 a 1, e no segundo os rubro-negros triunfaram por 3 a 0, mas a derrota aconteceu após o Timão já ter conquistado o título do campeonato nacional.

Até hoje, todos os confrontos eliminatórios entre as duas equipe foram decididos na casa corinthiana, mas dessa vez vai ser diferente: o primeiro jogo será em Itaquera e o segundo duelo fora de casa – o estádio ainda não foi definido por que o Maracanã recebe um jogo da Copa América no dia seguinte do duelo entre alvinegros e rubro-negros.

Mas por que eu levantei todos esses fatos? O caminho não vai ser fácil, obviamente, mas é sim possível uma vitória corinthiana. Um dos pontos fortes do clube do Parque São Jorge sempre foi sua torcida, que sempre apoiou em todos os momentos... mas e dessa vez?

Dessa vez não vai ser diferente e com certeza não faltará apoio dos corinthianos, só resta saber se os torcedores vão conseguir empurrar o time das arquibancadas ou se farão isso de outro lugar e não de dentro da Arena. Será que a Casa do Povo vai lotar?

O questionamento existe por conta dos preços dos ingressos, que, como mostrou o Meu Timão, não agradaram a torcida. Todos os setores sofreram aumento no valor do ingresso, sendo o Setor Oeste com o maior percentual de aumento.

O Corinthians é o time do povo, mas o povo não tem condições de pagar os preços exigidos nesse jogo – até os setores atrás dos gols, os mais baratos, tiveram seus preços aumentados. E nesse momento, para esse jogo difícil, os jogadores precisam do apoio da torcida.

Ao marketing do clube fica o questionamento: vale mais um jogo com maior renda e menos torcedores apoiando o time ou uma renda menor com mais torcedores? É muito provável que a segunda alternativa traga maiores chances do time alcançar seu objetivo e passar pelo Flamengo, pois foi dessa forma, com bastante torcida na Arena, que o Timão superou seus adversários nas últimas competições de mata-matas.

Para os corinthianos a resposta é óbvia, a Fiel quer sempre estar nas arquibancadas, mas para isso precisa ter condições financeiras de pagar o ingresso.

Veja mais em: Arena Corinthians, Ingressos e Ações de marketing.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?