Andrés não quer nova 'novela Pablo' no Corinthians

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Andrés não quer nova 'Novela Pablo' no Corinthians

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

26 mil visualizações 138 comentários Comunicar erro

Andrés não quer nova 'Novela Pablo' no Corinthians

Balbuena é um dos líderes do elenco do Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel - Agência Corinthians

A negociação de renovação do contrato de Fabián Balbuena se arrasta desde outubro do ano passado.

Os empresários Augusto Paraja e Renato Bittar já “despistaram” a diretoria corinthiana ano passado durante o sorteio dos grupos da Copa Libertadores em Assunção no Paraguai, e evitam comparecer às reuniões.

Enquanto o jogador fala que tem ótimo relacionamento com todos, que quer ficar, que está tudo bem encaminhado, seus empresários fazem o papel de antagonistas da história.

Arrisco dizer que se o presidente do Corinthians ainda fosse Roberto de Andrade, Balbuena não renovaria o contrato com o clube. Assim como aconteceu com Guerrero e Pablo.

Mas Andrés é mais maleável.

Desde o ano passado, a oferta salarial que o Corinthians fez para Balbuena é muito boa. Ele será um dos maiores salários do elenco. Mas os empresários estão pedindo as tais luvas, que sempre complicam as negociações.

As luvas são um “algo a mais” que era exceção e agora virou praxe em todos os contratos. É praticamente uma comissão que se paga para fechar qualquer negócio hoje no futebol. Se paga para comprar, vender, emprestar, renovar.

Balbuena despistou na semana passada quando eu perguntei se ele temia que sua renovação se igualasse à ´novela Pablo´: “Prefiro seriado” - disse ele à ocasião.

O Corinthians deve ceder. Aumentar ainda mais a oferta. O atleta vai receber o que pede – e merece.

Não quer dizer que ele continuará no clube durante os próximos quatro anos. Balbuena tem futebol para jogar em um grande da Europa.

E este talvez seja o principal entrave hoje para a negociação. Você paga as luvas, em milhões de dólares, e depois o atleta sai? Como o clube é ressarcido disso?

Assim que - e se - este detalhe for resolvido, o negócio será fechado.

Veja mais em: Balbuena, Mercado da bola e Andrés Sanchez.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?