Corinthians em viés de baixa

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Corinthians em viés de baixa

2.7 mil visualizações 86 comentários Comunicar erro

Corinthians em viés de baixa

Pedrinho não deveria ter saído antes do final do jogo

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Escrevi semana passada que não quero crucificar Loss.

Acho que é muito simplista jogar tudo nas costas de um treinador que assumiu o time há um mês e mal teve tempo de treinar a equipe.

À distância é difícil entender o que realmente ocorre nos bastidores, mas o fato é que Andrés não fez quase nada até agora.

Rosenberg, idem. Continuamos na pindaíba.

Dentro do campo, quando tínhamos Jô, conseguimos várias vitórias fora de casa, dando a bola para o adversário, e espetando 1 a 0 no contragolpe.

Em 2018, não tem sido assim. Mesmo quando tínhamos Carille.

Vejamos o Paulistão.

Não demos um chute a gol contra o SPFC no Morumbi.

Contra o Palmeiras, na casa deles, fizemos um gol logo no início e depois não incomodamos o rival.

Na era de Loss temos verificado erros nas substituições.

O treinador escolhe mal quem sai e quem entra.

Além disso, como ele mesmo admite, demora para fazer as mexidas.

Contra o Flamengo, a única coisa boa do jogo era Pedrinho.

Mesmo cansado, o moleque seria capaz de deixar alguém na cara do gol.

Ele tirou o garoto e manteve Vital, que estava mal na partida.

Já desisti de Marquinhos Gabriel faz tempo.

E Kazim ninguém merece, nem por cinco minutos.

Outro problema que detectei nas partidas Lossianas, que não havia nos tempos do ex-treinador: o time se desestrutura quando toma um gol.

As perspectivas não são boas no Brasileiro.

E se não mudar a postura, o time vai sofrer na Copa do Brasil e na Libertadores, principalmente quando jogar a primeira partida fora de casa.

Não dá para ficar o tempo todo com o adversário rondando nosso gol, sem ninguém para segurar a bola no ataque.

Mas, por enquanto, Loss ainda tem meu voto de confiança, até porque não tem ninguém melhor no mercado.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?