Ô Loss, me ajuda aí!

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Ô Loss, me ajuda aí!

Ô Loss, me ajuda aí!

Não está nada positivo, não!

Foto: Rodrigo Coca (Agencia Coritnhians)

Faz dez dias que eu te defendi depois do teu mau início de trabalho.

Mas tá difícil te apoiar, amigo!

Tomamos um sufoco do medíocre time do Santos, velho.

Ok, o juizão nos prejudicou, tivemos um pênalti a nosso favor (mão na bola do Renato), mas fomos dominados pelos caiçaras.

Nossa sorte é que o centroavante deles comete falsidade ideológica.

O cara é conhecido como "Gabigol", mas não sabe meter a bola na rede.

Não conseguimos impor nosso jogo, mesmo jogando em casa.

Não pressionamos. Fomos pressionados.

Achamos um gol, tomamos sufoco e veio o empate.

Aliás, Mantuan tem grande potencial... para desastres.

Uma falha a gente perdoa.

Mas são três falhas decisivas seguidas.

Mais uma vez o jovem deu mole, saiu o cruzamento e... gol dos caras.

Em seguida, o garoto perdeu bola no ataque e quase tomamos a virada. Milagre de Walter.

Loss, assusta ver como o time fica exposto no contra-ataque e como demora para se recompor (o que não acontecia nos tempos de Carille).

Além disso, acabou aquela história de fazer um a zero e o adversário ter muita dificuldade para empatar.

Estamos vulneráveis, perdemos compactação.

A situação lembra muito o que aconteceu com Cristóvão Borges, que, em pouco tempo, desmanchou toda estrutura tática que Tite havia implantado.

Amigo Osmar, reconheço que você tem poucas opções de qualidade no elenco.

Mas o senhor dá motivo para cornetagem ao tirar Pedrinho de campo.

Isso é um pecado mortal! Não engulo essa história de que o moleque não tem condição física, se, cinco minutos antes de sair, fez a jogada mais linda da partida.

Assim como no jogo contra o Flamengo, o garoto era a única esperança de que algo de bom poderia acontecer.

Você errou duas vezes, professor: primeiro, ao tirar o menino; segundo, ao demorar muito para fazer as substituições.

Como mudar um jogo colocando os jogadores aos 39 do segundo tempo?

Desse jeito, adiós Libertadores e adeus Copa do Brasil.

Será muito difícil eliminar o Colo Colo do chinelinho mala e até a Chapecoense .

Assim fica difícil, Loss!

Me ajuda, aí!

Veja mais em: Osmar Loss.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

O que você achou do post do Roberto Zanin?

  • 1000 caracteres restantes