Marketing do Corinthianismo é de extremo mau gosto

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Marketing do Corinthianismo é de extremo mau gosto

Marketing do Corinthianismo é de extremo mau gosto

Amor incondicional ao clube não é religião

Foto: Rodrigo Coca - Agência Corinthians

4.8 mil visualizações 165 comentários Comunicar erro

A campanha de marketing do Corinthians, que liga nosso amor pelo clube à Religião beira a blasfêmia.

Claro, lógico, temos uma ligação de amor o time e devoção ao nosso escudo, mas isso não tem nada a ver com o culto que é devido apenas a Deus.

Temos uma religião, sim, o corinthianismo, mas ela se situa no plano terreno, apesar de às vezes torcermos (e até rezarmos, às vezes) para que o chute adversário não entre, ou de sentirmos coisas inexplicáveis em nosso amor pelo Timão. Mas isso não tem nada a ver com religião.

Somos todos Corinthians. Mas religião cada um tem a sua (ou não).

Numa época em que falta bom senso, tudo se mistura e corremos o risco de perder a hierarquização das coisas.

Orar, rezar a Deus é bem diferente do que se dirigir ao símbolo de um clube, mesmo sendo o maior de todos.

Como profissional da área de comunicação, sei que seria perfeitamente possível fazer uma campanha com o mesmo mote, mas que não misturasse as coisas.

A campanha “Fé Alvinegra’, com o lançamento da camisa com referência à espada de São Jorge, em 2017, foi de bom gosto. Falou sobre a fé do corinthiano, mas não foi sensacionalista.

Somos fieis, sim, mas porque não mudamos de time e não o abandonamos qualquer que seja o tamanho da fila. Não somos fieis porque colocamos o Corinthians no mesmo patamar de Deus.

O que querem os “gênios” que idealizaram a campanha? Que sejamos algo como a igreja Maradoniana, onde alguns idiotas cultuam Maradona?

O vídeo é tecnicamente muito bem feito (deve ter custado bem caro) e tem algumas boas ideias, como aquela que me remete ao fato de que muitos morreram durante a fila, durante os anos de sofrimento. Mas colocar Cristo crucificado numa trave é de extremo mau gosto.

Veja mais em: Ações de marketing.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Rodrigo

    Ranking: 2382º

    Rodrigo 471 comentários

    por @rodrigo.dos.santos.s

    Entendam futebol é futebol, esporte é esporte e religião é religião. Ridículo esse marketing, de muito mal gosto.

  • Foto do perfil de Carlos

    Ranking: 23º

    Carlos 16927 comentários

    por @carlao.67

    Zanin, como meu pai me ensinou política, religião e futebol não se discutem... Querer misturar então nunca vai dar boa coisa... Acho que o marketing poderia e deveria ser mais criativo explorando a paixão do torcedorrcedor, que é o que move nosso clube de coração.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    165º. por @garanha

    Qual Deus? Qual o formato dele? Você já o viu? Pare de ser manipulado por dogmas.
    Outro dia uma amiga que não é cristã, nem brasileira me disse algo que me provocou: afirmou que tinha medo de entrar nas nossas igrejas exatamente por esta profusão de imagens de cristos sendo torturados na cruz, Santos coma pele escorrendo sangue, etc. Isto me fez refletir como tudo depende de como a nossa cultura, nosso modo de viver é manipulado é dogmatizado.

    Foto do perfil de Renato

    Renato 3 comentários

    21/02/2019 às 21h16 por @renato.g.bortolotti

    Esse é um pirado, tem que colocar na camisa de força e expulsar do Timão, o que ele lançou na segunda feira, é ridículo
    futebol é futebol, esporte, é um lazer para torcida, agora misturar religião, colocando o Dr como Santo, se ele tivesse vivo acabava com rosenlouco, era muito humilde, sou torcedor, peço aos conselheiros, por favor tiram esse cara daí, é fazem um pronunciamento ao vivo na TV, que não existe corinthianismo como religião não
    Colocaram um cara na trave querendo imitar Jesus, isso blasfêmia Com DEUS não se brinca

  • Foto do perfil de Alessger

    Alessger 18 comentários

    164º. por @ageral

    Fez tanto sucesso que o diretor de Marketing foi demitido...

    Foto do perfil de Marcos

    Marcos 1205 comentários

    01/03/2019 às 10h23 por @garanha

    A ideia não foi fidelizar ninguém e sim provocar, fazer as pessoas se manifestarem. Sucesso!

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    163º. por @garanha

    A ideia não foi fidelizar ninguém e sim provocar, fazer as pessoas se manifestarem. Sucesso!

    Foto do perfil de Alessger

    Alessger 18 comentários

    21/02/2019 às 20h44 por @ageral

    Erraram por muito ao criar uma campanha que dividiu a torcida.. Uma campanha de fidelização com mais de 50% de rejeição é motivo de demissão de qualquer um... Acredito que a diretoria de marketing cai depois dessa campanha ridícula...

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    162º. por @garanha

    Gostei da palavra maturidade, anda faltando no nosso dia a dia.

    Foto do perfil de Bruno

    Bruno 639 comentários

    21/02/2019 às 20h15 por @bruno.garavelli

    Acho uma baita besteira... Quer falar se a campanha é boa ou ruim..ok.. Mas eu sou da tese que futebol, politica e religiao se discutem SIM.. Com respeito as crenças de cada um... Não vejo problemas... O preconceito é nosso... E não da campanha. Qual o problema do cara amarrado a trave que remete a Cristo? Quantas referencias biblicas nos deparamos no nosso dia a dia? E nem por isso são ofensivas? Só pra avisar... Sou cristão... Não gostei da campanha... Mas agora falar que me ofendeu? Não me ofendeu... Adoro discutir religiao e politica... Com respeito a quem acredita em coisa diferente do que eu acredito... Isso se chama maturidade...

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    161º. por @garanha

    Excelente colocação! Até você Zanin?

    Foto do perfil de Tadeu

    Tadeu 130 comentários

    21/02/2019 às 20h03 por @tadis

    Me desculpe mas acho que você entendeu errada a campanha
    é fictícia a religião, intuito é vender produtos. Ninguém deve misturar com religião propriamente dita.
    Interpretação totalmente equivocada da sua parte, e ainda ressalvo, que ninguém vai fazer da Arena Corinthians uma igreja, ou uma igreja só com corinthianos.

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    160º. por @garanha

    Verdade! Os "religiosos" estão milionários, estão no governo, estão na política...e os "respeitadores" pagando e comprando produtos "sagrados" vendidos por eles...bando de trouxas! É só mais uma campanha publicitária! Deixem de ser manipulados, vocês não vão perder seu lugarzinho no céu não, fiquem tranquilos ovelhinhas...

    Foto do perfil de RENATO

    RENATO 47 comentários

    24/02/2019 às 08h14 por @renato.lucio

    É muito mimimi..."Ah com Deus não se brinca"..."Isso é heresia"..."Isso beira a blasfêmia"...Ah religião, política e futebol não se discute".
    Aqui tem um monte de evangélico que não liga que o PASTOR venda as vassouras de Jesus ou perfume com cheiro de Jesus e até compra achando que está"agradando" a Deus e garantindo o lugar no Céu e tem um monte de católico que nem pisa na igreja ou então que vai na missa e depois passa o dia todo no buteco e chega bêbado em casa e bate na cara da mulher.
    Tudo isso é coisa de gente sem cultura, despreparada e hipócrita que vivem como gado e seguem fielmente o que terceiros pensam como verdade, vão ler e estudar pra entender melhor sobre tudo. Deixe os dogmas e paradigmas que foram enfiados em suas cabeças pelos seus pais que infelizmente não tinham acesso ao conhecimento e apenas repetiam o que ouviram de seus antepassados. Está na hora do povo pensar e discutir sim religião, política e tudo que envolve as diretrizes de um povo...

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    159º. por @garanha

    Muito claro, inteligente, parabéns! Mas infelizmente a massa é ignara, acredita em dogmas, preconceitos, deuses, médiuns e videntes...e de quebra quer ir para o céu!
    bando de imbecis manipulados, é só mais uma campanha publicitária #[email protected]% ! Desculpem, o objetivo não é ofender ninguém e sim colocar o clube acima de tudo, terreno e profano como tudo que existe no universo.

    Foto do perfil de RENATO

    RENATO 47 comentários

    24/02/2019 às 08h30 por @renato.lucio

    Jesus não criou o cristianismo assim como Buda não criou o budismo e etc. Tudo isso foi criado pelo homem pra controlar o gado, logo uma alusão do Corinthianismo ao cristianismo não é uma heresia e nunca será, somente o é na cabeça de pessoas acostumadas a ouvir e repetir o que ouvem como papagaios. Nada mais é que uma campanha publicitária muito bem feita por sinal que exalta o amor de uma torcida pelo seu time que de tão grande pode ser comparada a uma religião, pois temos nossos próprios "santos", fazemos nossas "peregrinações" exaltamos e idolatramos nosso escudo, muitos já mataram por esse time e consequentemente muitos já morreram, travamos verdadeiras batalhas contra oponentes, odiamos e ofendemos nossos "inimigos", quem nunca fez uma "promessa" pelo Corinthians, assistiu uma decisão de joelhos, acendeu velas na hora do jogo, fez o sinal da cruz quando o juiz apita o início do jogo?
    Todos tratamos torcer para o Corinthians como uma religião ou até mais que isso, mas tá duro de admitir.

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    158º. por @garanha

    Fanático religioso detect! Saia da casinha cara! Pense mais, reflita mais! Com todo respeito, tudo tem que ser discutido a toda hora. Afinal quem criou a concepção de Deus? Do sagrado? Dos dogmas? Tudo foi criado e imposto por alguém para alguém, ou seja: tudo é manipulação e neste caso do "corinthianismo" também, só isso, uma grande brincadeira, só mais uma campanha publicitária cara!

    Foto do perfil de Marcelo

    Marcelo 1 comentário

    24/02/2019 às 09h08 por @marcelo.neves11

    Campanha ridícula. Sou corinthiano a 51 anos e nunca pensei que iria deixar de ir ao estádio, comprar itens com o símbolo do Timão e ter a camiseta do time.
    Mas após essa furada de campanha inútil, essas coisas serão passado.
    Parabéns Rosenberg pela idiotice. #abaixoocorinthianismo

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    157º. por @garanha

    Perfeito!

    Foto do perfil de RENATO

    RENATO 47 comentários

    24/02/2019 às 07h49 por @renato.lucio

    Seu pai te ensinou uma máxima dos governantes que não querem que o povo pense e que aceitem tudo que lhe for imposto por isto criaram essa frase "RELIGIÃO E POLITICA NÃO SE DISCUTE"sendo assim o povo não debate e não chega a um denominador comum e consequentementenão se impõe as mazelas de um governo autoritário e elitista. Religião e política são as coisas que mais tem que ser discutidas e pensadas por todos.

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 798º

    Marcos 1205 comentários

    156º. por @garanha

    Zanin, com todo respeito discordo de você. O marketing atual, devido estar baseado em plataformas digitais, que utilizam Big data, IA, algoritmos, tudo em Cloud computing, redes neurais etc, etc, mudou de enfoque terrivelmente nos últimos anos e promete muito mais...
    Assim, qualquer campanha tem que ser disruptiva, polêmica e ousada ou irá para o lixo rapidamente, sendo esquecida em pouco tempo. Neste sentido, a campanha e o filme FZ Nasca, atingiu seus objetivos: entrou na corrente sanguínea do marketing digital, provocou.
    Somente um visão muito simplista irá comparar o "corinthianismo" com as religiões tradicionais, naturais ou pentecostais, que na sua essência também foram arquitetadas e criadas por alguém em algum momento da história. O que esta campanha esta tentando passar não é a visão sacra da religião e sim o oposto: sua visão profana, nos querendo dizer o quanto nosso clube é forte e poderoso. Pena que a maioria não consiga captar, aliás a maioria não entende nem ironias.