Acabou o blá, blá, blá dos comentaristas. Agora é a hora de o time mostrar força

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Acabou o blá, blá, blá dos comentaristas. Agora é a hora de o time mostrar força

4.6 mil visualizações 64 comentários Comunicar erro

Acabou o blá, blá, blá dos comentaristas. Agora é a hora de o time mostrar força

Agora é a hora 'H' para Rodriguinho e Cia.

Foto: Agência Corinthians

Amigos Fieis:

O Corinthians está entre os quatro melhores do Paulistão.

Como bem disse Carille na coletiva pós-jogo, "vocês não têm direito de criticar mais o Corinthians no campeonato, já que colocaram o Corinthians como a quarta força".

E não adianta. A crônica continua tratando o Corinthians como "patinho feio".

Chegaram até a comparar a classificação do Timão com a de Palmeiras e São Paulo, que passaram com tranquilidade, sem levar em conta que o Linense jogou as duas no Morumbi e que o Novorizontino é mais fraco que o aguerrido Botafogo.

Mas vamos ao que interessa. Enquanto não analisarmos o Corinthians sob o prisma da filosofia de jogo de Carille, continuaremos a ter uma visão distorcida da equipe.

Goste-se ou não, o treinador alvinegro é partidário de que a melhor defesa é a defesa.

Parece redundante, mas não é. E isso não significa ser retranqueiro. Significa que, na visão Carilliana, não sofrer gol, além de ser condição para não perder, é o primeiro passo para vencer.

Sem a bola, o objetivo do Corinthians é ser como aquele boxeador que assimila bem os golpes; uma muralha na qual o adversário bate, bate, se cansa e dá a chance para um contragolpe mortal.

O que desgosta os críticos e, até boa parte da torcida, é que, durante os jogos, o time demora para dar o tal golpe fatal e, quando o desfere, não deslancha, mesmo com a vantagem no placar.

Credito ambos os problemas à falta de mais um jogador desequilibrante.

Nesse sentido, enquanto não chega um reforço de alto nível, acho que vale a pensa investir em Pedrinho.

Ele pode ser esse elemento que quebra a marcação adversária e dá mais qualidade no último passe.

Noves fora tudo isso, esqueçamos o que ficou para trás.

Agora começa o ano para valer, só jogos grandes.

Chega da poesia dos comentaristas.

Chegou a hora de ver como a muralha se comporta diante dos maiores embates.

Veja mais em: Elenco do Corinthians.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?