Cinco minutos que nos custaram a derrota

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Cinco minutos que nos custaram a derrota

3.7 mil visualizações 91 comentários Comunicar erro

Cinco minutos que nos custaram a derrota

Rodriguinho em uma das raras vezes sem marcação

Foto: Daniel Augusto Jr. Agência Corinthians

Amigos e Amigas fiéis:

Perdemos o primeiro jogo da final porque durante os cinco minutos iniciais não fomos o que sempre fomos: focados, concentrados.

Começamos desligados.

Balbuena vacilou, deu a bola no pé de William; escanteio, bola na trave, Cássio cai fora do campo. Quando tenta retornar, escorrega.

Esse pequeno atraso o impediu de chegar a tempo. Gol dos caras.

Com desvantagem desde o início, com um time com muita organização, mas pouca criação, a coisa ficou difícil.

De qualquer forma, qualquer equipe teria se desestruturado.

Mas mantivemos o controle, nossos meias encontravam espaço entre a segunda linha e
a defesa verde, mas faltou, mais uma vez o homem de referência para empurrar a bola para dentro.

Rodriguinho, nosso único jogador de criação (quando Jadson não joga) foi novamente uma ilha cercada de adversários por todos os lados. Não conseguiu jogar.

Com as expulsões, ficou nítido o cansaço da equipe, por causa do desgaste da última partida e por nosso elenco ser mais enxuto.

O rival teve um dia a mais de descanso, além de ter elenco mais recheado, com possibilidade de rodar mais os jogadores.

Importante ressaltar que o Palmeiras não nos dominou. O gol logo de cara deixou a partida do jeito que eles queriam.

A vitória dá uma boa vantagem para eles, mas o campeonato ainda está aberto.

Perfeitamente possível uma vitória simples no campo deles, com o Cássio fazendo o resto.

Sem desanimar. Treino aberto no sábado e vamos confiar!

#aquiecorinthians

Veja mais em: Dérbi e Campeonato Paulista.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?