É chegada a hora: Pedrinho precisa de sequência no Corinthians

Vinícius Souza

Repórter do Meu Timão formado pela Fiam-Faam em 2016. É viciado em esportes e não perde uma pelada de segunda à noite. Ronaldo só tem um!

ver detalhes

É chegada a hora: Pedrinho precisa de sequência no Corinthians

Coluna do Vinícius de Souza

Opinião de Vinícius Souza

4.6 mil visualizações 102 comentários Comunicar erro

É chegada a hora: Pedrinho precisa de sequência no Corinthians

Pedrinho em 2018: muito futebol, pouquíssimas chances

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Não sou ignorante. Contestar o que um médico diz sobre a situação clínica de determinado atleta me parece idiotice. Mas é difícil compreender por que Pedrinho jogou tão pouco em 2018, ainda que tenha sofrido com problemas de saúde no ano anterior.

O talentoso meia-atacante disputou 11 dos 26 jogos oficiais do Corinthians na temporada atual. Sete deles pelo Campeonato Paulista. Esteve em campo por só exatos 14 minutos no Brasileirão, que chega à quarta rodada neste fim de semana.

Contra os argentinos do Independiente, maior vencedor da Libertadores e atual campeão da Copa Sul-Americana, Pedrinho não demorou a mostrar, mais uma vez, por que merece muito mais do que raras oportunidades saindo do banco de reservas. Jogando pelo lado direito, o canhoto deu profundidade, drible e fôlego novo ao ataque de Carille, carente de Clayson, nova baixa até a Copa do Mundo. Chegou a colocar um lateral para dançar e deixar Jadson de frente para o gol, e o camisa 10 só não balançou as redes por conta de desvio da defesa.

Em entrevista coletiva após a derrota na Arena Corinthians, Carille ouviu a seguinte pergunta feita por um colega de profissão: “O que está faltando para Pedrinho ser titular?”. Respondeu que, com o garoto de 20 anos iniciando, perde uma (excelente) alternativa para o segundo tempo. “Sei que não tenho ele 90 minutos de jogo, aí é iniciar com ele ou terminar com ele?”, refletiu o treinador, ponderado.

Chegou a hora de Pedrinho, tão elogiado desde os tempos de base, receber sequência como titular. Bola para tal ele tem. Além disso, o desgaste físico da equipe pós-maratona fora de casa é nítido. Carille inclusive já adiantou que rodará o elenco no jogo deste domingo, contra o Ceará, dando oportunidade aqueles que pouco jogaram no ano/sequer estrearam.

Sem mais delongas: pra cima deles, moleque.

Veja mais em: Pedrinho.

Coluna do Vinícius de Souza

Por Vinícius de Souza

Repórter do Meu Timão formado pela Fiam-Faam em 2016. É viciado em esportes e não perde uma pelada de segunda à noite. Ronaldo só tem um!

O que você achou do post do Vinícius Souza?