Pequenas lições para um ministro ignorante

Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

ver detalhes

Pequenas lições para um ministro ignorante

Coluna do Walter Falceta

Opinião de Walter Falceta

6.8 mil visualizações 149 comentários Comunicar erro

Pequenas lições para um ministro ignorante

Guedes: dificuldade com dados e números

Foto: Arte

Lembro-me do Brasileirão de 2018, em que o Corinthians foi duramente prejudicado pelos apitadores. Já no fim de outubro, o site oficial da CBF mostrava que naquele campeonato o Corinthians era o time que mais sofria com erros de arbitragem.

Acompanho com atenção o futebol desde 1971 e inúmeras vezes vi nossa agremiação sofrer injustiças. Em 1974, por exemplo, há falta clara de Luís Pereira em Rivellino, no início do lance que resulta no gol palestrino de Ronaldo.

Dez anos depois, da arquibancada do Morumbi, testemunhei pênalti claríssimo em Zenon, no jogo que impediu o tricampeonato da Democracia Corinthiana.

Em 1993, José Aparecido de Oliveira roubou descaradamente o alvinegro para tirar o Palmeiras da fila. E todo mundo se lembra do delinquente Carlos Amarilla, em 2013, que nos colocou obstáculo no caminho para o bi da Libertadores.

Já houve erros a nosso favor? Evidente que sim, pois o equívoco é da natureza do futebol, um esporte de interpretações humanas. No entanto, meu computador da memória aponta um saldo negativo do Timão na relação com os árbitros.

E cabe aquela pergunta: se o Corinthians realmente tivesse mesmo um "apito amigo", como propagandeia o irresponsável Milton Neves, teria permanecido mais de 22 anos na fila?

Quando o ministro atribuiu nossos títulos recentes a pênaltis roubados, me veio à mente um retrospecto distinto, que foi confirmado pelo colega Diego Salgado. Nos últimos quatro brasileirões, considerados os 12 clubes que participaram de todos eles, o Corinthians é a equipe que menos teve pênaltis a favor. Foram 16. O Galo mineiro foi o que teve mais: 27.

E mais: entre 2015 e 2018, quando arrebatamos duas taças nacionais, 28 times disputaram o Brasileiro. Na média, o Corinthians só teve menos pênaltis a favor do que dois deles, Joinville e Paraná, que participaram de apenas uma edição no período.

Agora, vamos ao Paulistão de 2019. Quantas vezes os apitadores marcaram pênaltis a favor do Corinthians? Nenhuma. O Palmeiras viu a bola na marca de cal três vezes em seu benefício.

Presto essas informações a um ministro da Economia que se mostra ignorante sobre futebol e talvez sobre Matemática, ciência que deveria conhecer em razão de seu ofício.

Paulo Guedes, que pouco se importa com o decoro do cargo, utilizou uma palestra na Fundação Getúlio Vargas, na sexta-feira, para tentar criminalizar o Corinthians.

É estarrecedora também sua ignorância sobre o Direito, especialmente no que tange a contratos entre agentes públicos e privados, e regimes de financiamento.

A Arena Corinthians custou caro? Sim, sem dúvida. A engenharia financeira definida foi a melhor possível? Provavelmente, não.

No entanto, é certo que o Corinthians está pagando a conta. Quando digo o Corinthians, me refiro a você, eu, nós, todos aqueles que são sócios patrimoniais, compram ingressos, adquirem produtos licenciados ou simplesmente assistem aos jogos na TV, seja por pay-per-view, seja por canais abertos patrocinados.

Não saiu de graça. Não sairá. Tenha certeza.

Ao mesmo tempo, os grandes veículos de comunicação brasileiros estampam há tempos notícias sobre supostas irregularidades nas quais o mesmo ministro está envolvido. Citam os casos dos fundos de pensão, o episódio da corretora de investimentos, entre outros.

Que, da próxima vez, em palestra para os players do mercado, Guedes aproveite seu tempo para dirimir dúvidas e provar sua inocência. Afinal, essas acusações devem mesmo ser resultado de ledos e temporários enganos do valoroso aparato da Justiça.

Também seria formidável se em suas palestras o ministro pudesse explicar o porquê da anunciada supressão dos nossos direitos previdenciários. Como jornalista, eu perguntaria se o problema do rombo fiscal não poderia ser solucionado com um aumento de 6% para 9% na alíquota de imposto dos super ricos.

Enfim, mas aí, novamente, ingressaríamos no campo da Matemática. E a teoria dos números vale tanto para o futebol quanto para a economia.

Veja mais em: Arena Corinthians.

Coluna do Walter Falceta

Por Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

O que você achou do post do Walter Falceta?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Douglas

    Ranking: 1818º

    Douglas 664 comentários

    por @1300

    Num país tão cheio de problemas é um absurdo que um ministro se mostre tão preocupado em falar tanta merda.

  • Foto do perfil de Kerly

    Kerly 19 comentários

    por @kktanaka

    Nossa! Um monte de comentário bacana por aqui. E uns muito ignorantes mesmo. Tá cheio de porco enrustido por aqui. O Guedes difama a Arena, difama o Corinthians e os manos aqui tem a coragem de defender o cara? É herdeiro da Crefisa? Quer ser porco e tá sem coragem? Acredita que o Palmeiras deveria ter levado o Paulistão no ano passado em cima do Timão? Ou tá cheio de bot por aqui?
    Meu, quanta asneira!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Raphael

    Ranking: 9531º

    Raphael 86 comentários

    149º. por @ratimao

    Quem não é ridículo e falacioso neste 'governo' bolsonordinariano?

  • Foto do perfil de Jairo

    Jairo 28 comentários

    148º. por @jairo.jose.manoel

    Um visão Super Interessante!

  • Foto do perfil de Lucas

    Lucas 18 comentários

    147º. por @lucas.silva288

    Kerly, agora entendi seu raciocínio, porém o post do autor deixa de focar no comentário infeliz e passa a se enveredar pelo lado da política perdendo o foco. O comentário do ministro não foi um comentário político, mas claramente de um torcedor anti-corinthiano como tantos outros, a crítica deve ser feita em relação a isso e não a postura política do ministro

    Foto do perfil de Kerly

    Kerly 19 comentários

    01/04/2019 às 08h12 por @kktanaka

    Você tem razão: não sou mais corinthiana que ninguém! Democracia sim. Direito ao contraditório sim. Mas, se todos nós torcemos pelo mesmo time vamos concordar com uma pessoa que diz que ganhamos nossos títulos com pênaltis roubados? É disso que se trata o post. É disso que se trata o comentário!

  • Foto do perfil de Kerly

    Kerly 19 comentários

    146º. por @kktanaka

    Você tem razão: não sou mais corinthiana que ninguém! Democracia sim. Direito ao contraditório sim. Mas, se todos nós torcemos pelo mesmo time vamos concordar com uma pessoa que diz que ganhamos nossos títulos com pênaltis roubados? É disso que se trata o post. É disso que se trata o comentário!

    Foto do perfil de Lucas

    Lucas 18 comentários

    18/03/2019 às 09h29 por @lucas.silva288

    Desculpe, gostaria de entender seu raciocínio: dentro de mais de 30 milhões de torcedores deve haver uma pensamento único, como um único viés político, sem o direito ao contrário, sem direito a pensar de forma diferente, apenas um pensamento ideológico, regido por aquelas pessoas esclarecidas que sabem o que é bom para todos, pois não temos o direito de pensar nem de contrariar, apenas achar que o que dizem é bom para todos, caso discordemos, devemos ser expulsos e convertidos a porcos, por apenas pensar de maneira diferente. Isso é democracia certo? A imposição do pensamento de alguns sobre todos os outros, a fim de criar o bem maior! Tá serto!

    Acho que antes do Corinthians você coloca a sua ideologia como mais importante, o que não te dá o direito de julgar nenhum corinthiano que discorde de ti, pois você não é mais corinthiana que ninguém

  • Foto do perfil de Ramon

    Ranking: 17º

    Ramon 22592 comentários

    145º. por @ramon.felipe1

    Deveria ser processado, é o mínimo.

  • Foto do perfil de Jeffinhoo

    Ranking: 4132º

    Jeffinhoo 275 comentários

    144º. por @jeffinholpark

    A pessoa Paulo Guedes faz o que quiser da vida dele, desde que política mantenha o padrão de governabilidade!
    Tantos outros fizeram chacota e não tiveram tanta mídia!
    Como torcedor Fiquei P da vida por ter dito isso!
    Mais não vou executar o cara por essa infeliz colocação!

    Foto do perfil de Lucas

    Lucas 127 comentários

    18/03/2019 às 08h26 por @lucassss

    Pois é, a pessoa Paulo Guedes falou um monte de merda do time que você torce. Enquanto isso você passa um pano...

  • Foto do perfil de Felipe

    Ranking: 41º

    Felipe 11999 comentários

    143º. por @lipao88

    Simplesmente lamentável...

  • Foto do perfil de Fabricio

    Ranking: 15º

    Fabricio 23345 comentários

    142º. por @alemaoocz

    Exatamente,
    Ridículo esse ministro.

  • Foto do perfil de Marcio

    Marcio 1 comentário

    141º. por @marcio.machado.de.so

    Estamos pagando a Arena e também o salário desse imbecil.

  • Foto do perfil de Murilo

    Murilo 4 comentários

    140º. por @murilo.galbiatti

    Que visa gerar riquezas para o desenvolvimento social, e para a manutenção do estado de bem estar social.

    Não existe isso de bem e mal, de "capitalismo" malvadão e "socialismo justo e do bem", porém é inegável que a ganância em excesso que bem no pacote do neo liberalismo é muito danoso ao mundo, não se esqueça que a ganância acabou de matar centenas em Brumadinho, a mesma ganância que causa guerras pelo petróleo, a mesma ganância que faz os políticos roubarem. Enquanto no Brasil o acúmulo de riquezas for o objetivo final das elites e dos governantes, nunca sairemos do status de república das bananas.

    Foto do perfil de Caio

    Caio 525 comentários

    18/03/2019 às 12h23 por @caio.testa

    Hahahaha... Quanta asneira junto... Desigualdade na África é culpa do capitalismo? Países nórdicos desenvolvidos por causa do regime de bem estar social? Os países nórdicos acumularam riquezas pós segunda guerra mundial, estão entre os países com maior liberdade de se fazer negócio no planeta... Noruega tem um dos maiores volumes de petróleo per capita do planeta... O "capitalismo malvadao" é a única maneira de se gerar riqueza, não se gera riqueza com socialismo. Se é possível ter hoje um wellfare State nos países nórdicos, foi pelo acúmulo de riquezas proporcionado pós segunda guerra mundial pela liberdade de se fazer negócio (livre mercado malvadao)... É assim em qualquer lugar do planeta, só se gera riqueza, só cresce o bolo em países com livre mercado e pouca interferência Estatal... Agora, esse wellfare State não é sustentável a longo prazo e em algum momento leva um país ao colapso... França mandou um abraço, Mises mandou um abraço... Estude e então pense, é de graça