Conversa séria com Pedro Henrique

Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

ver detalhes

Conversa séria com Pedro Henrique

Coluna do Walter Falceta

Opinião de Walter Falceta

94 mil visualizações 281 comentários Comunicar erro

Conversa séria com Pedro Henrique

Pedro: sacode a poeira e faz a volta por cima

Foto: Reprodução Premiere

Para com isso, moleque! Chora não! Levanta a cabeça, encara o desafio, prepara a volta por cima. Você tem argumentos. Vamos papear...

  1. Derrota? Sim, mas por um conjunto complexo de fatores. O Timão hoje não tem referência de finalização no ataque, mesmo com o empenho de Romero, Lucca e Luciano. Quantos gols não temos desperdiçado em razão dessa carência?
  1. Veja só: Marcos Rocha encontrava-se impedido quando recebeu a bola que enviaria a Fred para o primeiro tento do Atlético Mineiro. O bandeira, de cara com o lance, preferiu não interromper a jogada.
  1. Aos 34 minutos do segundo tempo, Lucca saltou limpo contra a zaga do Galo. A bola sobrou livre para Romero marcar. O lance, no entanto, foi incorretamente impugnado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio.
  1. Podemos também reclamar também do braço aberto de Leonardo Silva que interceptou a bola dentro da área, no primeiro tempo.
  1. Sobre o teu lance: a gente sabe do gramado confuso, com troca de gramas sazonais, bem como do time todo avançado, buscando o empate. Cassio parecia mesmo uma boa opção.
  1. E confira bem no replay, a tua bola passa debaixo do nosso goleirão. De novo, para você ter certeza da responsabilidade dividida: a bola rola indelicada debaixo do nosso goleirão.
  1. Gente muito boa já sofreu com redondas sacanas que resultaram no benefício do adversário. Foi o caso de Toninho Cerezo, na Copa de 1982. E do nosso Rivellino, que perdeu uma bola para Luís Pereira (sofrendo falta não marcada), na decisão de 1974, justamente no lance que decretou o gol do palestrino Ronaldo. E já ganhamos também com esses caprichos da gorduchinha, como na jogada em que Schiavi ofereceu a Emerson o segundo gol do Corinthians na vitória contra o Boca Juniors, na final da Libertadores de 2012. Nenhum desses três era um pereba. Nenhum fez de propósito.
  1. Tem mais em sua defesa. Que gestão cartoleira é essa que não contempla a passagem adequada do bastão? Felipe, por exemplo, teve Gil como padrinho. Vocês, ao contrário, estão se virando na provisoriedade, na formação que não permite o tempo do amadurecimento.
  1. Na beira do gramado, você viu a solidariedade dos adversários, do Dátolo, do Robinho, do Fred, que reconheceram o teu valor, a tua garra e o teu empenho. Os nossos também ofereceram a justa mão amiga.
  1. Então, pronto, de novo: levanta a cabeça, Pedro; trabalha, comparece, representa, porque a Fiel está contigo! Aqui, meu irmão, aqui é Corinthians!
Coluna do Walter Falceta

Por Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

O que você achou do post do Walter Falceta?