Jô, a loucura certeira!

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Caio @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 16:34

Como em todo o fim de temporada vejo nomes e mais nomes sendo especulados para reforçar nosso elenco. Mas, nem sempre (quase nunca) damos a tacada certeira. Sem dinheiro, o índice de acerto precisa ser altíssimo, já que não teremos grana para consertar eventuais tiros na água. Chega de Marlones, Guilhermes, Giovannis Augusto, Marquinhos Gabrieis, precisamos de certezas! E a única certeza que temos é o Jô. É a única loucura que certamente nos traria resultado dentro e fora de campo. Apostar em Diego Tardelli, Thiago Neves, Sóbis, Gabigol...São loucuras que podem abrir ainda mais o rombo nos nossos cofres e não são certezas de rendimento em campo. Apesar de grandes nomes, não seriam os primeiros a decepcionar com nossa camisa. Com Jô o risco é mínimo. Se tiver saúde, vai fazer gols e será o líder do time dentro e fora do campo. Jô tem a cara do Corinthians. Formado no terrão, passou por dificuldades ao rodar pelo mundo da bola, voltou, se recuperou e foi o grande nome do nosso último título brasileiro. Jô é uma garantia técnica e moral. Assim como Cássio, que segue evitando os gols, mas precisamos de alguém que faça os gols.

Jô seria um reforço que vale por dois ou três jogadores. Com ele em campo os outros jogadores crescem. Nada, nada, Jô segura três homens lá atrás. Os dois zagueiros e mais um volante tentando cortar a linha de passe. E isso muda tudo. Com a defesa “presa” lá atrás, temos mais espaço para o restante do time jogar. Acho Maycon mais bola que o Douglas, mas Maycon tinha muito mais campo para jogar. Pegava a bola livre, de frente, com campo para progredir e com um centroavante monstruoso para receber a bola. Hoje, o Douglas (pode ser o Araos, ou o Tiaguinho também) pega na bola e o volante adversário já está jantando ele. Não tem 1 segundo para pensar, não tem 5 metros de campo para progredir. Culpa do próprio volante? Sim! Culpa do técnico que não encontra maneiras de superarmos isso? Sim também! Culpa de um lateral-esquerdo horroroso que não ajuda na criação? SIM! Mas, não podemos ignorar a falta que uma referência nos faz lá na frente. E isso se espalha pelo restante do time. Com mais gente preocupada com o Jô, mesmo gente chega a nossa área para nos agredir. A defesa sofre menos. Consequentemente, fica mais fácil se defender e mais fácil sair jogando. A queda do Fagner passa por isso. Ficou fácil marcar nossa saída de bola (a falta de lateral-esquerdo também influi nisso, mas esse é assunto para outro tópico) e quando chega ao fundo, tem que voltar para trás, já que não tem ninguém na área. Jô faz falta até dentro da nossa área. Nossa defesa na bola parada nunca foi um primor, mas sem Jô caiu ainda mais. Jô ataca a bola como poucos, tem um tempo de bola perfeito, com 1,90M, ele era o dono do primeiro pau. Não entrava nada ali. Hoje, entra tudo! Até gol contra no desespero para evitar essa maldita bola no primeiro pau. Dá pra fazer um texto ainda maior pontuando os ganhos técnicos que Jô nos traria de volta. A casquinha, o segurar a bola na frente até o time chegar, a referência dentro da área, o faro de gol...Sobram argumentos!

A questão é viabilizar. Os japoneses pagaram 10 milhões de dólares nele. Ele já cumpriu sua missão lá. Salvou os caras da degola e foi o artilheiro do campeonato. Vejo Jô na mesma situação do Carille, melhor pagar caro em uma certeza, do que gastar em alguém que não nos traz tais garantias. Pode parecer loucura, mas se os 25 milhões de euros do Pedrinho de fato chegarem, eu colocaria uns 7 milhões de dólares no Jô. Duro trocar uma joia de 20 anos por um veterano de 30. Mas, Jô tem capacidade de nos carregar nas costas. Pedrinho, apesar de eu achar craque, ainda não. Se a grana do Pedrinho for usa para isso e para sanear um pouco as contas do clube, vejo a transferência com bons olhos! Eu faria um plano de carreira para o Jô, com o marketing envolvido. Ele volta, fica uns 5 anos e ganha mais uns 3 títulos grandes, podemos ter no futuro o nosso maior ídolo moderno. Cássio é mito, mas não tem o carisma do Jô. Não consegue ser o garoto propaganda que Jô pode ser. Jô a loucura que nos faria bem!

#VoltaJô

#VaiCorinthians

1.395 visualizações e 34 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Pepcarille God #76 @lucasmoura2015 em 06/12/2018 às 17:59

Também acho o melhor reforço possível. Daria um poder fogo muito maior ao ataque, melhoraria a ligação direta (ele ganhava quase todas pelo alto) e faria a bola circular melhor pelo meio de campo.

Últimas respostas

Caio Fernandes @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 23:36

Acho completamente diferente e acho aposta sim. Nada garante que Tardelli vai brilhar aqui. Anos de China e no último contrato da carreira. Não dá pra cravar o sucesso. A única certeza é que será caríssimo. Efetivo em campo, só o tempo dirá. Jô é exatamente ao contrário disso. Jô é uma CERTEZA em campo. Ele chega e começa meter gol. É a casa dele, a torcida o ama, estará 100% a vontade. Sem ser displicente. Sabe onde tá pisando. Sem contar a diferença em campo. Tardelli é muito bom, ao menos foi muito bom. Mas, mesmo que ainda tenha o mesmo nível, não é o nossa cara. Precisamos de um cara grande, mas com qualidade técnica para segurar a bola, deixar o time respirar, um cara que ache uns gols de cabeça e que ainda nos ajude na bola aérea defensiva. Jô é tudo isso, Tardelli não.

Publicidade

Caio Fernandes @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 23:26

Não aé fácil e também acho bem improvável acontecer. Mas, a direitoria está trabalhando com nomes caríssimos como Thiago Neves e Tardelli. Minha sugestão é ligar para o Jô, perguntar como ele está, se está feliz, se a família está adaptada. Às vezes, como no caso Carille, o cara surpreende e diz que quer voltar. E assim como no caso Carille, o time que vai perder o profissional, também vai perder uma grana, mesmo com o pagamento da multa. A vontade do jogador ou do técnico é determinante. Flamengo já sondou o Jô, porque nós não? Perguntar não ofende e foi perguntado que descobrimos que o Carille topava voltar.

Hiroshi #9689 @hiroshi.abe em 06/12/2018 às 21:53

" "

Aqui no Japão e raro existir um clube de futebol profissional, Nagoia Grampus é uma empresa chamada Toyota e adota um nome que não seja empresa por serem proibido portanto não existe presidente, são diretor adiministrador porisso quem manda e diretor da empresa. O futebol profissional iniciou com apena um clube social de futebol sendo demais as empresas.

Caio Fernandes @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 23:21

A ideia seria de seduzi-lo a voltar e com a vontade dele a nosso favor, tentar convencer os japoneses a vendê-lo l, ainda que por menos. Não é fácil, não está se oferencendo para nós. Meu ponto é o seguinte: pra rasgar dinheiro em Tardelli ou Thiago Neves, tenta algo para o Jô. Já vimos negociões mais duras que essas saírem. A vontade do jogador é determinante. Jô e família estarem 100% adaptados ao Japão me surpreenderia. Por isso, se eu fosse da diretoria, daria uma ligada antes de fazer bobagem com medalhões que não garante no campo o mesmo que o Jô. Também NUNCA imaginei que fosse possível a volta do Carille ainda esse ano. Por isso eu sondaria...Flamerda está sondado.

RODRIGO #544 @rodrigon em 06/12/2018 às 20:54

" "

Jô foi artilheiro do campeonato e principal jogador do time.

Pagaram 10 milhões e em menos de 1 ano você diz para oferecer 7.

Não entendi onde você acha que pode dar negócio.

Será que tem um Andrés japonês por lá na presidência do clube?

Caio Fernandes @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 23:12

Sem dúvida nosso maior problema

Joslair #1669 @joslair.mendes em 06/12/2018 às 21:48

" " Concordo com você, mas o problema é convencer a diretoria

Hiroshi Abe #9.689 @hiroshi.abe em 06/12/2018 às 22:41

A volta de Joao Alves de Assis Silva (Jô) é quase impossível porque foi com seriedade que contratou ele para honrar marca e a grandeza da Toyota e claro que não foi só manter na elite da liga mas intencao foi algo a mais que isso, porem o Jô cumpriu seu dever e assim ficou difícil seu retorno. Mas tenha paciencia até cumprir contrato ou quando se tornar ex-jogador ele volta a casa somos sabidos disso!

Rodrigo N #544 @rodrigon em 06/12/2018 às 22:33

Obrigado pelas informações Hiroshi.

Sendo um diretor da empresa piorou dele aceitar um negócio ruim deste.

Hiroshi #9689 @hiroshi.abe em 06/12/2018 às 21:53

" "

Aqui no Japão e raro existir um clube de futebol profissional, Nagoia Grampus é uma empresa chamada Toyota e adota um nome que não seja empresa por serem proibido portanto não existe presidente, são diretor adiministrador porisso quem manda e diretor da empresa. O futebol profissional iniciou com apena um clube social de futebol sendo demais as empresas.

Hiroshi Abe #9.689 @hiroshi.abe em 06/12/2018 às 21:53

Aqui no Japão e raro existir um clube de futebol profissional, Nagoia Grampus é uma empresa chamada Toyota e adota um nome que não seja empresa por serem proibido portanto não existe presidente, são diretor adiministrador porisso quem manda e diretor da empresa. O futebol profissional iniciou com apena um clube social de futebol sendo demais as empresas.

RODRIGO #544 @rodrigon em 06/12/2018 às 20:54

" "

Jô foi artilheiro do campeonato e principal jogador do time.

Pagaram 10 milhões e em menos de 1 ano você diz para oferecer 7.

Não entendi onde você acha que pode dar negócio.

Será que tem um Andrés japonês por lá na presidência do clube?

Joslair Mendes #1.669 @joslair.mendes em 06/12/2018 às 21:48

Concordo com você, mas o problema é convencer a diretoria

Caio @caio.fernandes15 em 06/12/2018 às 19:02

" "

Faz um plano para o Jô encerrar a carreira aqui. Daqui a uns 5 anos. Paga uma grana para o cara e faz um marketing em cima disso. Ele merece estourar o teto salarial. Tenta seduzir o cara. Com grana, títulos e idolatria. Lá, ele só tem a grana. Acho muito difícil acontecer, mas se é pra tentar loucuras com o Tardelli, melhor tentar com o Jô.

Rodrigo N #544 @rodrigon em 06/12/2018 às 20:54

Jô foi artilheiro do campeonato e principal jogador do time.

Pagaram 10 milhões e em menos de 1 ano você diz para oferecer 7.

Não entendi onde você acha que pode dar negócio.

Será que tem um Andrés japonês por lá na presidência do clube?

Bob Marley #58 @felipemarley em 06/12/2018 às 20:49

Concordo plenamente