"Não tenho mágoa do Mano", garante Ralf

"Não tenho mágoa do Mano", garante Ralf

Ralf: 'É uma nova caminhada, novo ano, nova etapa'

Ralf: 'É uma nova caminhada, novo ano, nova etapa'

Foto: Daniel Augusto Jr./Corinthians

POR: Lucas Bettine

O ano de 2012 talvez tenha sido o melhor da carreira de Ralf. Campeão de tudo no Corinthians, titular absoluto, ganhou aumento de salário, idolatria da torcida, reconhecimento nacional e até convocação para a seleção brasileira. Seria perfeito, não fosse por Mano Menezes.

'Ele é o melhor marcador do Brasil, talvez, mas quero para a seleção um volante que marque e também tenha a característica de saída para o jogo', disse Mano, à época, quando ainda era técnico da seleção.

A frase foi como um balde de água fria para o volante. Na ocasião, ele reconheceu ter ficado chateado com a observação do treinador. Mas a tristeza passou. Começando seu quarto ano no Corinthians, Ralf não vê problemas em trabalhar com Mano mais uma vez.

'Não tenho mágoa do Mano. Para mim, isso é passado. Ele falou naquele momento e teve seus motivos, mas isso está superado. Foi coisa de momento, lá atrás', garantiu o camisa 5 do Timão, ao DIÁRIO.

Ralf, aliás, se vê atualmente com muito menos dificuldade no fundamento do passe e até explica o motivo do problema apontado pelo comandante.

'Nunca tive categoria de base e não fui trabalhado nessa parte. Mas, agora, não me vejo mais com tanta dificuldade na saída de bola. Acho que evoluí. Depois dos treinos, sempre tento buscar essa melhora', completou o volante. 

convívio/ Mano não é tão adepto das conversas com os jogadores como Tite, mas Ralf não deve ter problemas para se entender com o novo treinador do Timão. Apesar da crítica recebida em 2012, o atleta é visto com bons olhos pelo chefe.

'Eu cheguei à seleção com ele no comando e vim para o Corinthians também por causa dele e do (Fabio) Carille, que trabalhou comigo no Barueri. Não há problema entre a gente', comentou o marcador.

Ralf chegou em 2010 para brigar por posição com Marcelo Mattos e Edu, hoje gerente de futebol do clube, mas logo virou titular. De lá para cá, foram 238 jogos e seis gols marcados. Além de ter virado ídolo. 'Espero fazer história e conquistar ainda mais', disse. A Fiel e até Mano também esperam.

Entrevista - Ralf_ Volante do Corinthians: ‘Quem não pensa em Europa e seleção?’

DIÁRIO_ Você está entrando em seu quarto ano de Corinthians. Já passa pela sua cabeça sair do clube?

RALF_ Às vezes, a gente pensa, é inevitável. Quem não pensa em Europa e seleção? Quem não pensa nisso tem de sair do futebol. A gente tem de almejar voos maiores nas nossas vidas. Eu sou muito feliz aqui e devo tudo ao Corinthians. Só digo que tem horas em que queremos respirar novos ares.

Houve alguma sondagem na janela de transferências?

Sim, mas foram mais especulações, nada de concreto. Meus empresários cuidam dessa parte para mim.

Seu contrato com o Corinthians vai até quando?

Fim de 2015. Só queria dizer que eu costumo cumprir meus contratos e sou muito feliz aqui. Espero fazer mais história e ganhar mais títulos.

Depois de ter ganho tudo pelo clube, como fica sua motivação para mais um início de temporada?

É uma nova caminhada, novo ano, nova etapa. A gente sabe que tem de recomeçar do zero e conquistar tudo de novo. Espero que seja um bom ano.

Esse processo de retomada, sem Libertadores, vai ser complicado de se atravessar?

Querendo ou não, quando há uma reformulação, por menor que ela seja, o time sofre um pouco. Ainda mais porque houve troca de treinador e até alguns jogadores. É difícil, mas o grupo tem muita qualidade e demonstrou isso.

As diferenças entre Tite e Mano são muito grandes?

O Tite tinha mais diálogo. Não que o Mano não tenha, até porque a gente ainda conviveu pouco com ele nessa segunda passagem.

Talvez você seja o principal ídolo da torcida. Esperava que sua identificação com os corintianos fosse tão grande?

Não achei que aconteceria tão rápido. Se falar que achei, é mentira. Mas sei da responsabilidade e fico feliz por ter conquistado isso tudo aqui.

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes
  • Marlone foi o destaque do treino desta quinta-feira

    Marlone marca, Caíque ganha chance e Oswaldo volta a ensaiar escalação do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes