Em jogo fraco, Corinthians e Coritiba não saem do zero no Paraná

3.3 mil visualizações 129 comentários

Por Meu Timão

Corinthinas e Coritiba fizeram jogo truncado

Corinthinas e Coritiba fizeram jogo truncado

Heuler Andrey/Getty Images

O Corinthians foi até a capital paranaense enfrentar o Coritiba e não saiu do zero. Com futebol burocrático e um jogador a menos durante grande parte do segundo tempo, o Timão mais segurou do que atacou e se mostrou satisfeito com o ponto conquistado. Ainda a cinco do líder Cruzeiro, o Timão poderá perder a vice-liderança para Fluminense ou Internacional, mas seguirá no G-4 ao final da rodada.

Primeiro tempo arrastado

Os 45 minutos iniciais foram uma tortura para os torcedores de ambas as equipes. Sem grandes oportunidades, fracos tecnicamente e com muitas faltas, os times não conseguiam propor o jogo e quem assistia a partida poderia dormir tranquilamente que não haveriam sustos. Some-se a isso a péssima arbitragem de Leandro Pedro Vuaden que apitava mais do que devia. A receita para uma péssima partida de futebol.

Quem poderia desequilibrar, Alex, pelo Coritiba, e Jadson, pelo Corinthians, era bem marcado. Ainda assim as chances mais claras saíram dos pés de ambos. Em cobranças de faltas, uma no começo para o Coxa e uma no fim para o Corinthians, os dois camisas 10 deram trabalho aos goleiros adversários.

Com mudanças em relação ao time que venceu o Dérbi (o retorno de Jadson e a ausência de Guerrero por suspensão), o Timão não conseguiu envolver o Coritiba. A equipe ficou sem referência na área, lenta, previsível, e só incomodou o goleiro Vanderlei com um bom chute de Petros, além, claro, das tentativas de bola parada.

Mudança na equipe e expulsão

A etapa complementar nem bem começou e Mano Menezes promoveu uma mudança na equipe. Antes dos 10 minutos, Ángel Romero saiu e deu lugar a Renato Augusto. Romarinho passou a ser o único atacante de ofício e ora Jadson, ora Renato Augusto, apareciam adiantados.

O Corinthians até tentava melhorar, mas não levava perigo ao Coxa. Para piorar, aos 20 minutos, o Coritiba armou contra-ataque e Fagner parou Zé Eduardo com falta. Segundo amarelo para o lateral corinthiano e consequente expulsão. Logo em seguida, Guilherme Andrade substituiu Jadson e Mano Menezes recompôs o setor.

A equipe alvinegra passou a se segurar no campo adversário enquanto os donos da casa buscavam o gol que pudesse lhe dar a vitória. Com o Coritiba pouco incisivo, o Timão se arriscava nos contra-ataques. Aos 32, Renato Augusto bateu de fora da área para boa defesa de Vanderlei.

Daí por diante, mesmo com a entrada de Luciano no lugar de Romarinho, o Corinthians não produziu. Sem nenhuma chance criada, a equipe de Mano Menezes cozinhou o jogo e demonstrou uma irritante satisfação com a igualdade por 0x0.

O próximo compromisso do Timão pelo Campeonato Brasileiro será o clássico contra o Santos, no próximo domingo, 16h, na Vila Belmiro. Antes disso, a equipe vai até Salvador enfrentar o Bahia, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Na primeira partida, o Corinthians venceu o adversário por 3x0 e pode até perder por uma diferença de dois gols que sairá da Fonte Nova classificado.

Veja Mais:

  • Positivo retorna ao Corinthians para sequência da temporada

    Corinthians anuncia retorno de patrocinador para parte traseira da camisa

    ver detalhes
  • Dupla falou sobre a final desta quarta-feira, na Arena Corinthians

    Gabriel vibra com nova final e Ramiro compara Dérbi com clássico gaúcho: 'Gosto especial'

    ver detalhes
  • É a segunda passagem de Yasmim pelo Corinthians

    Corinthians anuncia contratação da lateral Yasmim para equipe feminina

    ver detalhes
  • Lucas Piton gera enorme expectativa mesmo estando na reserva de Carlos

    Jornal espanhol coloca lateral do Corinthians na lista de maiores promessas do Brasil

    ver detalhes
  • Danilo Avelar fará seu jogo 50 na Arena Corinthians nesta quarta-feira, pela primeira decisão do Paulistão 2020; defensor já fez 5 gols em Itaquera

    Danilo Avelar completará seu 50º jogo na Arena Corinthians; veja os números do defensor em Itaquera

    ver detalhes
  • Éderson, que marcou três gols nos últimos quatro jogos, tem vínculo com o Corinthians até 31 de janeiro de 2025; contrato mais longo do clube

    Éderson tem o vínculo mais longo entre os 85 jogadores sob contrato com o Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: