Gobbi descarta volta de Nilmar devido ao 'salário astronômico'

Gobbi descarta volta de Nilmar devido ao 'salário astronômico'

Por Meu Timão

Gobbi sobre Nilmar: distante do Timão

Gobbi sobre Nilmar: distante do Timão

Ex-corintiano, Nilmar estava sendo falado como o novo reforço para o Parque São Jorge - mas pelas palavras do próprio presidente do Timão, a ideia é remota. Mário Gobbi concedeu uma entrevista à rádio neste domingo que desanimou até os mais otimistas.

Segundo o Gobbi, o grande entrave para o Nilmar voltar ao clube é financeiro. O jogador recebe um salário "astronômico", e a menos que aceite diminuir a pedida - pelas palavras do próprio presidente, "não terá espaço no futebol brasileiro".

Apesar da declaração, o dirigente elogiou o atacante e afirmou que ele não precisa se provar. Mas afirmou que a questão o impediu de iniciar as conversas dessa vez, embora reconheceu ter procurado o jogador em seu primeiro ano como presidente do clube.

Sobre o prejuízo que envolveu Nilmar e a MSI, de quase R$25 milhões, Gobbi afirmou que não culpa o jogador. A gestão desorganizada do Corinthians à época é a responsável pelo problema, garante Gobbi "Tinhamos que pagar oito milhões de euros para o Villarreal para trazê-lo. O Corinthians perdeu dinheiro, e muito, mas por culpa do Corinthians".

Veja Mais:

  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes
  • Vilson só deve retornar aos treinos em fevereiro do ano que vem

    Vilson passa por nova cirurgia no joelho e deve perder pré-temporada do Corinthians; veja foto

    ver detalhes
  • Assim como no Paulistão, Cássio será o escolhido para levantar a taça do Brasileiro

    Carille define qual jogador do Corinthians vai levantar a taça do Campeonato Brasileiro de 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes