Empate desagrada e gera clima de tensão com torcida organizada

Empate desagrada e gera clima de tensão com torcida organizada

Por Meu Timão

Torcida organizada entoou cantos de protesto contra o time do Corinthians

Torcida organizada entoou cantos de protesto contra o time do Corinthians

Foto: Rodrigo Capote/Uol

O empate em casa contra um adversário direto na tabela do Brasileirão desagradou mesmo a torcida corintiana. O resultado vem em momento ruim, após a derrota pro Bragantino na Copa do Brasil.

Com isso, o clima segue tenso para quarta-feira, quando o Corinthians recebe em Itaquera o jogo de volta contra o time de Bragança. Ao final do jogo de hoje, muitos membros da principal organizada do clube entoaram protestos contra a atuação do time comandado por Mano.

Segundo o site Globo Esporte, o gerente Edu Gaspar já teria conversado com alguns representantes da torcida após a derrota de quarta-feira passada, afim de amenizar a situação.

Apesar disso, foi sob gritos de "Se o Corinthians não ganhar, olê, olê, olá... O pau vai quebrar" que o time deixou o campo no intervalo da partida. Nesse momento do jogo, o Corinthians perdia por 1x0 do Fluminense e corria o risco de sofrer a terceira derrota consecutiva.

O resultado foi revertido por Romarinho, que conseguiu o empate na segunda etapa.

Veja Mais:

  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Jô foi eleito o melhor em campo no clássico deste domingo

    Jô, Pablo e Jadson brigam pela melhor avaliação nas notas da torcida

    ver detalhes
  • Sem ser relacionado há seis partidas no Timão, Guilherme tem acerto encaminhado com o Atlético-PR

    Presidente confirma: Corinthians encaminha empréstimo do meia Guilherme

    ver detalhes
  • Carille tem oito titulares pendurados para primeira final contra a Ponte

    Oito dos dez titulares de linha do Corinthians entram pendurados na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes