Mano Menezes ainda acredita em aproximação do líder

Mano Menezes ainda acredita em aproximação do líder

Por Meu Timão

Mano Menezes ainda acredita em título

Mano Menezes ainda acredita em título

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Timão terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na quarta posição e a dez pontos do líder Cruzeiro que é perseguido por São Paulo e Internacional. Para Mano Menezes, o resultado foi satisfatório, mas para pensar em título, é preciso melhorar ainda.

- A equipe fez o primeiro turno e terminou e entre os quatro melhores. Se quiser alguma coisa a mais, tem de produzir mais. A competição é difícil, você não ganha de todo mundo em todos os lugares - afirmou o treinador, em entrevista concedida pelo Globoesporte.com.

- Temos de pensar no Corinthians. O Cruzeiro vai pensar no Cruzeiro. Se fizermos um segundo turno melhor, podemos nos aproximar. Mas tem de pensar no Corinthians - completou.

O meia Petros também deu sua opinião sobre o campeonato e acredita em uma sequência de vitórias do elenco alvinegro.

- É o único campeonato do mundo que pode ganhar e perder qualquer jogo. Mas terminamos dentro do G4, era o que a gente planejava. Claro que o ideal seria a liderança, mas o Cuzeiro está muito na frente. Mas se a gente tiver uma sequência de vitórias no início do returno poderemos chegar mais próximo e buscar pelo título, sim - finalizou.

Veja Mais:

  • Serginho nunca escondeu desejo de atuar no Corinthians

    Corinthians confirma time de vôlei profissional com Serginho

    ver detalhes
  • Arena Corinthians pode ser palco de torneio de pré-temporada em 2018

    'Cansado' da Florida Cup, Corinthians cogita torneio de pré-temporada na Arena em 2018

    ver detalhes
  • Jô fez o gol do Corinthians contra o Vitória na Arena da Fonte Nova

    Vitória faz Corinthians subir para a quarta colocação do Campeonato Brasileiro

    ver detalhes
  • Clayson é o novo reforço do Timão

    Clayson aparece no BID e pode estrear pelo Corinthians contra o Atlético-GO

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes