Novo empate no Brasileirão reforça a necessidade de contratar atacantes

Novo empate no Brasileirão reforça a necessidade de contratar atacantes

Por Larissa Emanuelle

Mano pediu atacantes para a diretoria, mas as negociações acabaram de forma negativa

Mano pediu atacantes para a diretoria, mas as negociações acabaram de forma negativa

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Após o novo empate do Timão no Campeonato Brasileiro, diversas teses foram criadas sobre a equipe comandada pelo técnico Mano Menezes. Ainda sem conseguir o prestígio total da torcida, o comandante volta à ser considerado culpado, enquanto a necessidade de contratar novos atacantes aumenta à cada rodada.

Contra o Bragantino, o técnico Corinthiano teve a oportunidade de escalar três atacantes para tentar buscar o resultado da melhor forma possível, mas diante do Criciúma só possuía duas peças ofensivas em todo o seu elenco. Malcom e Romero foram colocados em campo desde o início de partida e não conseguiram decidir.

Desde o início do ano, o Timão tem priorizado a remontagem de um elenco e só conseguiu trazer Luciano e Romero para ajudar Guerrero e Romarinho no ataque. O último, vendido recentemente para o El Jaish, sequer foi banco na última partida no campeonato, enquanto Luciano estava suspenso por tomar o terceiro cartão amarelo diante do Fluminense.

Apesar do número reduzido de atacantes no elenco e os seus últimos apelos para que a diretoria contratasse Rafael Sóbis, do Fluminense, Marcelo, do Atlético-PR, e Nilmar, Mano afirmou não estar desesperado por contratações, tentando amenizar o problema neste setor.

Na próxima partida, que será contra o Atlético Mineiro, a equipe Corinthiana terá a volta de Luciano, que estará livre de suspensão, além da possível volta dos atletas que estão servindo as suas seleções. O treinador tentará relacionar Gil, Elias, Lodeiro e Guerrero, mas ainda não sabe se terá esta alternativa.

Veja Mais:

  • Vidotto, Léo Príncipe, Bastos e Giovanni: quarteto não está nos planos em 2018

    Vetados do Paulistão e 'encostados': os nove jogadores que não devem ficar no Corinthians

    ver detalhes
  • Renê Júnior foi apresentado no início da atual temporada

    Mesmo sem clube quando contratado, Renê Júnior custará R$ 5 milhões aos cofres do Corinthians

    ver detalhes
  • Kazim destoou em goleada corinthiana sobre São Caetano; Neto 'pediu cabeça' do atacante

    Com até cutucada em Tite, Neto detona manutenção de Kazim como titular do Corinthians

    ver detalhes
  • Warian está fora dos planos de Carille para 2018

    Por questões contratuais, volante tem empréstimo dificultado e pode ficar encostado no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes