Mano Menezes lamenta derrota para o Figueirense: 'Era para embalar'

Mano Menezes lamenta derrota para o Figueirense: 'Era para embalar'

Por Larissa Emanuelle

Mano Menezes lamentou a derrota

Mano Menezes lamentou a derrota

A atuação do Corinthians diante do Figueirense não agradou a torcida, assim como o técnico Mano Menezes. Infeliz com o resultado, o treinador acreditava que era o momento de sua equipe embalar no Campeonato Brasileiro.

"Precisamos de uma sequência de vitórias. Hoje era uma boa oportunidade para conseguirmos isso. O Figueirense impõe dificuldade aqui contra todo mundo, o jogo tem características diferentes, mas era para embalar depois de uma grande vitória no clássico, que deu animação para todos nós. Um clássico bem jogado. Era a hora".

O comandante alvinegro ainda recordou a bola na trave chutada pelo centroavante Guerrero, a melhor chance do Corinthians na partida. Logo depois deste lance, o time alvinegro levou o gol.

"Às vezes é por capricho do futebol. Um lance antes de tomarmos o gol, tivemos a bola do jogo. Uma jogada bem feita, um passe bonito do Luciano, uma conclusão ainda melhor do Guerrero. Mas penso que temos de ser contundentes quando o jogo fica como ficou no segundo tempo, aberto".

O Timão enfrenta o Atlético Paranaense neste domingo, na Arena da Baixada, às 16h. O jogo é válido pelo Brasileirão.

Veja Mais:

  • As voltas do mundo em 40 anos

    [Wladimir] As voltas do mundo em 40 anos

    ver detalhes
  • Corinthians e Ponte empataram em 1 a 1 em duelo válido pela fase de grupos do Paulistão

    'Desacreditados', Corinthians e Ponte Preta abrem neste domingo final do Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes