Meia comemora volta de Petros: 'É importantíssimo'

Meia comemora volta de Petros: 'É importantíssimo'

Por Meu Timão

1.8 mil visualizações 38 comentários Comunicar erro

Para Bruno Henrique, Petros é importantíssimo

Para Bruno Henrique, Petros é importantíssimo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Depois de cumprir um jogo de suspensão pelos cartões amarelos e mais três de punição do STJD, o meia Petros está de volta ao Corinthians para o duelo contra o Atlético-PR. E o volante Bruno Henrique comemorou esse retorno:

- Petros é um meia que ajuda muito a marcar. Ele cresceu muito desde que chegou, Pelo jeito que a equipe do Mano joga, a função dele é importantíssima. Ele tem força para marcar e puxar contra-ataques rápidos também. Tenho certeza de que o Corinthians vai ganhar muito com a volta dele - disse o volante alvinegro, que será titular no domingo porque Ralf está suspenso.

Sem o meia, Mano variou a formação do meio campo. Testou a equipe com Jadson, Lodeiro e Danilo, mas não deu resultado e a queda técnica e física da última quarta foi visível contra o Figueirense.

O único do meio em boa fase é Renato Augusto, que engrenou após início de temporada difícil, com problemas físicos. Graças à redução da pena de Petros, o meio pode ser recomposto e voltar a render como antes.

Veja Mais:

  • Renê Júnior sentiu dores no treinamento da última terça-feira

    Ralf e Renê Júnior passam por cirurgias e desfalcam Corinthians por longos períodos

    ver detalhes
  • Contratado em 2016, Bruno Paulo nem estreou oficialmente pelo Corinthians

    Corinthians acerta empréstimo de atacante Bruno Paulo, encostado desde o início da temporada

    ver detalhes
  • Torcida confia em três principais opções para o gol do Corinthians

    Dia do Goleiro: a situação de cada um dos nomes do Corinthians para a posição

    ver detalhes
  • Corinthians de Fagner não conseguiu estufar as redes do Barradão nesta quarta

    Corinthians aposta na defesa, sai ileso do Barradão e segue vivo na Copa do Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes