Corinthians ultrapassa quantidade de gols sofridos no Brasileirão 2013

Corinthians ultrapassa quantidade de gols sofridos no Brasileirão 2013

Por Larissa Emanuelle

Corinthians de 2014 marca mais gols, mas tem sua defesa mais vazada em comparação com o ano passado

Corinthians de 2014 marca mais gols, mas tem sua defesa mais vazada em comparação com o ano passado

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O Campeonato Brasileiro ainda não acabou, mas o Corinthians de Mano Menezes ultrapassou uma marca do ano passado. Apesar de fazer mais gols (40 feitos), o Timão de 2014 sofre gols cada vez mais.

Em 38 rodadas, o time comandado por Tite em 2013 sofreu 22 gols (média de 0.57 por partida) e conseguiu marcar apenas 27, enquanto o Corinthians deste ano, com Mano Menezes à frente, já alcançou os 24 gols sofridos (média de 0.75 por jogo), ainda com seis rodadas faltando para a competição acabar.

Alguns dos gols que o time paulista permitiu trouxe como consequência empates indesejados, como por exemplo os jogos diante do Atlético-PR, São Paulo, Botafogo e Chapecoense, quando o Timão vencia por 1 à 0 e acabou não conquistando mais três pontos no Brasileirão. Hoje, para a classificação na Libertadores, estes empates prejudicam a colocação do clube na competição.

No início do trabalho focado na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, o time de Mano Menezes se destacava mais pela defesa sólida do que pelo número de bolas na rede à seu favor, quando Gil e Cléber ainda formavam a zaga alvinegra. O setor defensivo chegou à ser a melhor das competições. Hoje permanece apenas atrás do Grêmio, que sofreu 18 gols até agora.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes