Coringão quer resolver as questões de naming rights até dezembro

Coringão quer resolver as questões de naming rights até dezembro

Por Meu Timão

15 mil visualizações 117 comentários Comunicar erro

Questão dos Naming Rights da Arena deve ser resolvido até dezembro

Questão dos Naming Rights da Arena deve ser resolvido até dezembro

A situação dos naming rights da Arena Corinthians vem sendo discutida a vários meses dentro do clube e, segundo o candidato Roberto de Andrade e o atual presidente Mário Gobbi, a expectativa é que tudo seja resolvido até dezembro.

Segundo o blog do Janca, do portal Lancenet, a definição do patrocínio ou não da Emirates sai em, no máximo, um mês. O jornalista também informa que a diretoria também acredita que, além de dar nome à arena, a Emirates irá ocupar o espaço que hoje é da Caixa na camisa do time. A informação, porém, não é confirmada nem pela diretoria do Corinthians nem pela companhia de aviação.

Se a resposta dos Emirados for negativa, o clube seguirá negociando com uma empresa do ramo de alimentação e outra do setor bancário. Vale o destaque que não se fala mais dos valores envolvidos nas negociações, que inicialmente seriam superiores a R$ 400 milhões por um período de 20 anos e nem do tempo de duração do possível contrato.

Veja Mais:

  • Michel Macedo chegou a negociar com o Corinthians no meio da temporada

    Corinthians volta a negociar com o lateral-direito Michel, ex-Las Palmas; atleta viria em definitivo

    ver detalhes
  • Em posição irregular, Leandro Damião anotou gol ilegítimo sobre Corinthians

    Auxiliar que prejudicou Corinthians contra o Internacional é afastado da Série A

    ver detalhes
  • Ralf pode retomar titularidade para decisão contra os cariocas

    De provável retorno a possíveis novidades: o panorama do Corinthians para a decisão de quarta-feira

    ver detalhes
  • Rodriguinho deixou o Corinthians em julho e hoje atua no Pyramids (EGI)

    No Egito, Rodriguinho exalta período no Corinthians e reafirma desejo de voltar

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes