Oswaldo de Oliveira pede bom salário pra volta a treinar o Timão

Oswaldo de Oliveira pede bom salário pra volta a treinar o Timão

Por Larissa Emanuelle

24 mil visualizações 225 comentários Comunicar erro

Oswaldo de Oliveira é um dos treinadores cogitados para a próxima temporada

Oswaldo de Oliveira é um dos treinadores cogitados para a próxima temporada

Uma das opções para assumir o comando técnico do Corinthians na próxima temporada, o treinador Oswaldo de Oliveira, que já tem passagem no clube paulista, pediu um bom salário para ser o próximo técnico alvinegro.

Desempregado após ser demitido do rival Santos, Oswaldo pediu R$ 540 mil reais para assumir o Timão na próxima temporada, valor que assustou os dirigentes alvinegros, como informa o jornalista Jorge Nicola.

O técnico, que conquistou o primeiro mundial do Timão, foi cogitado por ser mais barato que outros treinadores, como Adenor Tite, que também pede alto para voltar ao clube alvinegro. No entanto, Oswaldo de Olivera já pede menos do que o próprio Mano Menezes recebe, aproximadamente R$ 600 mil por mês.

Quando comandava o Santos, Oswaldo recebia R$ 400 mil, ainda segundo o jornalista. O aumento do valor seria pela exposição e pressão que teria ao comandar um time de tamanha expressão como o Corinthians.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Zagueiro agradeceu os fisioterapeutas do Corinthians em publicação

    Zagueiro finaliza período de recuperação no CT do Corinthians e agradece ao clube

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes