Peruano não cede nos R$ 17 milhões e, para ele, o Corinthians é quem decide

Peruano não cede nos R$ 17 milhões e, para ele, o Corinthians é quem decide

Por Meu Timão

Guerrero ainda negocia a sua renovação de contrato com o Corinthians

Guerrero ainda negocia a sua renovação de contrato com o Corinthians

O atacante peruano Paolo Guerrero voltou a falar sobre a sua renovação de contrato com o Coringão. Nessa segunda feira, o centroavante deixou claro o que o clube já sentiu nas negociações: o peruano não vai diminuir a pedida de US$ 7 milhões (cerca de R$ 17 milhões) em luvas por um contrato de três anos. As informações são do Uol Esporte.

- O Corinthians já tem claro o que meus empresários falaram, e agora a decisão passa por eles, e não por mim. Estou tranquilo. (...) Tenho que ver o que vai ser melhor, mas ainda não tomei essa decisão. Devo estar de cabeça fria e não pensar em nada. Minha vontade, lógico, já falei que é ficar - afirmou o atleta.

Vencedor do prêmio Bola de Prata, da Revista Placar, como destaque do Campeonato Brasileiro, o atleta afirmou que possui uma oferta do Al-Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, mas que sair ou não nesse momento não cabe a ele.

- Sou jogador do Corinthians e quem decide me vender é o Corinthians, e não eu - disse.

Na sequência, o centroavante ainda se mostrou grato ao treinador que acaba de deixar o Corinthians e evitou falar sobre Tite, favorito ao cargo.

- Quero agradecer ao professor Mano (Menezes) e todo o corpo técnico pelo trabalho que fez, pela confiança comigo. A decisão sobre treinador passa pelo Corinthians. O novo será bem vindo - declarou.

Após algumas semanas de negociação, a leitura da direção corintiana é que Paolo Guerrero é irredutível e não cedeu em qualquer detalhe sobre o que deseja do clube por um novo contrato. O Timão ainda ofereceu US$ 4 milhões em luvas, subiu a pedida para US$ 5 milhões e ainda acenou com um pacote de receitas atreladas ao marketing do clube.

Contudo, Guerrero recusou tudo: quer US$ 7 milhões à vista e não abre mão.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes