Corinthians negocia com atacante John Stiven, diz site

Corinthians negocia com atacante John Stiven, diz site

Por Meu Timão

Steven Mendoza está na mira do Timão

Steven Mendoza está na mira do Timão

[[BANNER]]

Finalmente o Corinthians começou a procura por mais um atacante, pra reforçar o time de 2015. Desde 2013, quando Tite ainda era o treinador, o elenco já necessitava de atacantes. A cada convocação da Seleção Brasileira, ou a cada suspensão ou lesão, o time era obrigado a jogar desfalcado. Teve jogo até que o treinador teve que improvisar Paulo André como atacante. Em 2014 não foi diferente, Mano chegou a reclamar em público sobre a falta de opções no ataque, mas ainda assim o time não contratou ninguém e ainda perdeu Romarinho.

Pra resolver o problema, o alvo da vez, segundo o site Lancenet, é John Steven Mendoza, de apenas 22 anos, que atualmente joga no Chennaiyin, da Índia, atacante habilidoso da Colômbia que também esteve na mira do Parma, da Itália.

Ainda segundo a publicação do jornalista Rodrigo Vessoni, John Steven deve assinar contrato de um ano com o Corinthians.

Conhecido em seu país como "Makelele colombiano" por parecer com o ex-meia da França, John Steven Mendoza Valencia também já teve passagens pelo Envigado (COL), América de Cali (COL), Deportivo Cali (COL) e Cúcuta (COL).

Veja lances de John Steven

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes