Mário Gobbi veta saída de Malcom e Petros

Mário Gobbi veta saída de Malcom e Petros

Por Meu Timão

Gobbi não quer perder a joia

Gobbi não quer perder a joia

Após brecar a chegada de Danilo, da Chapecoense, Mario Gobbi tomou outra polêmica decisão: ele comunicou ontem que não venderá Malcom e Petros até o fim de seu mandato, em 7 de fevereiro. As informações são de Jorge Nicola, do Yahoo e do Diário de S. Paulo.

- Não quero que ninguém volte a reclamar de mim, como aconteceu por causa do Marquinhos - desabafou Gobbi, a amigos, citando o zagueiro vendido à Roma por R$ 13 milhões — no ano seguinte, o clube italiano embolsou R$ 89 milhões do PSG.

Gobbi também teme virar vilão em uma eventual eliminação na Pré-Libertadores por ter “desmontado” um elenco praticamente pronto por pouco dinheiro. O Corinthians só tem direito a 30% dos direitos sobre um negócio com Malcom e 50% em cima de Petros.

Contudo, do outro lado, está Fernando Garcia, conselheiro vitalício do Timão e dono de parte dos direitos econômicos dos atletas.

Garcia está decidido a vendê-los nesta janela de transferências por temer a vitória de Roberto de Andrade, candidato à presidência pela situação e seu desafeto declarado.

Gobbi entende que o Corinthians precisa de aproximadamente R$ 60 milhões para voltar a ter fluxo de caixa e tranquilidade financeira, algo que nem a transação de Alexandre Pato garantiria.

Veja Mais:

  • Camisa que será usada na noite desta quarta-feira

    Corinthians divulga imagem do uniforme que será usado contra Palmeiras; confira

    ver detalhes
  • Com Balbuena e Pablo na defesa, Timão tenta derrotar arquirrival dentro de seus domínios

    Corinthians volta à Arena em primeiro teste de Carille contra Palmeiras

    ver detalhes
  • Fiel apoiou Timão no treino pré-Dérbi em Itaquera

    Fiel provoca rival na Arena: 'Você não vive sem a Série B'; assista

    ver detalhes
  • Bandeiras de mastro na Arena Corinthians

    'O melhor treino para o maior clássico do mundo', por Bruno Teixeira Rolo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes