Fôlego e planejamento tático: os trunfos do Corinthians para enfrentar o Once Caldas

Fôlego e planejamento tático: os trunfos do Corinthians para enfrentar o Once Caldas

Por Meu Timão

Dupla vai se entrosando

Dupla vai se entrosando

Se o trabalho de Mano Menezes não agradou grande parte da torcida, ao menos deixou no Corinthians uma base formada. Da equipe titular utilizada por Tite nos dois primeiros jogos da temporada, oito jogadores terminaram o ano na equipe principal (Cássio, Fagner, Gil, Fábio Santos, Ralf, Elias, Renato Augusto e Guerrero).

Agora, o novo treinador busca dar sua cara ao time que enfrentará o Once Caldas pela Pré-Libertadores, compromisso vital para o desenrolar na temporada. Com Edu Dracena na zaga, que ainda não treina com o grupo, Lodeiro fechando o meio, e Emerson Sheik no ataque, o Timão deverá enfrentar os colombianos no dia 04/02, 22h, na Arena Corinthians.

Edu Dracena e Gil não devem sofrer com entrosamento. O novo reforço é experiente, bom no jogo aéreo e contará com toda qualidade do parceiro para atuar com segurança. Já nos demais setores, o treinador busca incansavelmente a perfeição (ou algo próximo disso).

Lodeiro recebe muita atenção do técnico. "Voando" nas atividades táticas, o uruguaio foi mal contra o Colônia e teve atuação discreta contra o Bayer Leverkusen. No segundo jogo, quando o Corinthians venceu por 2x1, Lodeiro foi exigido por Tite todo o tempo com muitas orientações sobre posicionamento.

O treinador enxerga no camisa 14 a peça ideal para o 4-2-3-1 que vem aplicando em busca de uma migração para o 4-1-4-1. Com um volante à frente dos zagueiros, Elias, Renato Augusto jogam pelos lados, com Lodeiro centralizado e um atacante que possa flutuar fechando o meio. Essa peça será Malcom, servindo a seleção brasileira.

Mas enquanto não pode contar com todo grupo, Emerson Sheik ganhou a preferência do treinador pela aplicação nos treinamentos e por um entrosamento prévio com o peruano Guerrero. Sem muito entendimento nos primeiros treinos e jogos, os autores dos gols dos títulos da Libertadores e do Mundial começam a demonstrar sintonia nas atividades táticas. Gritos de "Boa, Sheik" e "É isso aí, Paolo" foram ouvidos em alto e bom som no CT Joaquim Grava.

Fisicamente, a equipe trabalha no período fechado para a imprensa. Fábio Mahseredjian segue trabalhando a equipe aerobicamente e também em força. Tudo para tentar minimizar ao extremo a diferença física contra um adversário que parou depois e retornou antes para a temporada.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes