Para o lugar de Everton Ribeiro, Cruzeiro quer Jadson, meia do Corinthians

Para o lugar de Everton Ribeiro, Cruzeiro quer Jadson, meia do Corinthians

Por Meu Timão

Jadson interessa, agora, ao Cruzeiro

Jadson interessa, agora, ao Cruzeiro

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Cruzeiro corre contra o tempo para reforçar seu elenco e, dessa vez, volta seus esforços para contratar o meia Jadson, do Corinthians. A pedido do técnico Marcelo Oliveira, a diretoria celeste vinha trabalhando o nome do atleta do Corinthians desde a semana passada e deve intensificar as conversas nos próximos dias para fechar o seu elenco. As informações são da ESPN.

Além de um meio campista, um volante e um zagueiro são os alvos da diretoria celeste. A princípio, pesa contra o jogador o salário de de R$ 350 mil mensais recebido por Jadson no Parque São Jorge. A equipe pretende rever a política que mantinha até a última temporada de compensar o baixo investimento na compra de direitos econômicos com salários mais atrativos.

Contudo, após uma conversa com Tite e após saber do assédio do Flamengo, o meia Jadson já declarou que gostaria de ficar no Coringão.

Contratado pelo Corinthians em 2014 na troca envolvendo Alexandre Pato, Jadson foi pouco utilizado no segundo semestre do ano passado. Com a troca de treinador no Timão, talvez o meia tenha novas oportunidades.

Veja Mais:

  • Pablo voltou a sentir dores na coxa e precisou deixar o gramado quarta-feira

    Pablo é diagnosticado com lesão e se torna desfalque do Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians vem crescendo no Fiel Torcedor

    Torcida do Corinthians rompe nova barreira e se aproxima de vice-líder do torcedômetro

    ver detalhes
  • Clayson pode ser titular contra o Fluminense, mas outros estão no páreo.

    Sem Carille, definição do time titular do Corinthians no Rio é adiada

    ver detalhes
  • Pablo para por até seis semanas no Corinthians

    Médico do Corinthians explica lesão de Pablo e nega relação com contratura

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes