Anderson Silva nega doping: 'Busco a verdade tanto quanto todos'

Anderson Silva nega doping: 'Busco a verdade tanto quanto todos'

3.5 mil visualizações 50 comentários Comunicar erro

Anderson Silva falou pela primeira vez sobre doping e negou

Anderson Silva falou pela primeira vez sobre doping e negou

Divulgação

O lutador Anderson Silva finalmente quebrou o silêncio. Depois de quase três semanas do primeiro resultado de antidoping com testes positivos, o Spider usou sua conta pessoal do Instagram para se pronunciar pela primeira vez sobre o assunto. E o ex-campeão dos médios do UFC negou que tenha usado substâncias ilícitas.

"Não sei do que me desculpar, pois ainda aguardo o resultado dos exames e a análise dos médicos e especialistas que trabalham para revelar a verdade. Todos os remédios que tomei desde a minha fratura estão sendo analisados. Busco a verdade tanto quanto todos que se surpreenderam com os resultados divulgados", escreveu o lutador.

Anderson publicou duas mensagens, uma em português e a outra em inglês, para os seus fãs fora do Brasil. Ele afirma que nunca usou qualquer substância par aumentar a performance nas lutas.

"Nunca usei qualquer substância para aumentar minha performance nas lutas. Amo o que faço e jamais poria em risco o que levei tanto tempo para construir. Acho injusta a pressa que alguns têm em me condenar", declarou Anderson.

O lutador foi suspenso, na última terça-feira, em uma audiência da Comissão Atlética de Neva, até que o caso seja julgado. Ele não compareceu. O brasileiro foi pego em um teste surpresa no dia 9 de janeiro com dois anabólicos e no dia 31 do mesmo mês, dia da luta contra Nick Diaz, com um anabolizante e dois ansiolíticos. Se confirmado o uso de substâncias ilegais, Anderson pode ser suspenso de nove meses a um ano.

Confira a declaração na íntegra:

Não falarei nada sobre quem sou ou que fiz e passei até chegar aqui. O que me importa agora é o respeito dos que me acompanharam até este momento da minha carreira. Sangrei, sofri e lutei porque amo e porque sempre quis honrar e defender a bandeira do país que tanto amo. Não sei do que me desculpar, pois ainda aguardo o resultado dos exames e a análise dos médicos e especialistas que trabalham para revelar a verdade. Todos os remédios que tomei desde a minha fratura estão sendo analisados. Busco a verdade tanto quanto todos que se surpreenderam com os resultados divulgados. Em dezoito anos de carreira, nunca tive problemas com exames. Sempre joguei limpo. Nunca fui trapaceiro. Dentro e fora do octógono jamais vacilei no respeito aos princípios que sempre me pautaram. Com muita honra e dignidade defendi meu País onde quer que lutei. Nunca usei qualquer substância para aumentar minha performance nas lutas. Amo o que faço e jamais poria em risco o que levei tanto tempo para construir. Acho injusta a pressa que alguns têm em me condenar. O tempo que se leva para destruir uma reputação é infinitamente menor do que aquele empenhado em construí-la. Sou o maior interessado no esclarecimento desse episódio. Quero que os que sempre me prestigiaram saibam que continuo lutando para que todas as sombras sobre esse triste episódio sejam dissipadas.

Veja Mais:

  • Corinthians de Fábio Carille deve chegar reforçado para temporada de 2019

    Retorno de Carille turbina padrão do Corinthians no mercado da bola; veja listas e compare

    ver detalhes
  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes