Coletiva de Vagner Love: Libertadores, Tite e Jadson

Coletiva de Vagner Love: Libertadores, Tite e Jadson

Por Meu Timão

Vagner Love recebe instruções de Tite no treino dessa sexta-feira

Vagner Love recebe instruções de Tite no treino dessa sexta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O atacante Vagner Love concedeu entrevista coletiva na tarde dessa sexta-feira, no CT, e falou sobre a possibilidade de fazer dupla no ataque alvinegro com o Guerrero e sobre o seu preparo físico.

Além disso, o atacante falou sobre Libertadores, sobre o técnico Tite, a permanência de Jadson e até sobre a ansiedade de marcar o primeiro gol.

Confira tudo que rolou na coletiva do atacante:

Libertadores

A gente tem que pensar primeiro no jogo de domingo, só que a gente sabe da importância do jogo de quarta-feira. Tem que ir passo a passo, os jogadores que atuarem domingo têm que se doar ao máximo para conseguir um bom resultado. E, a partir daí, se preparar para o jogo de quarta-feira que será importantíssimo para gente na primeira fase da Libertadores.

Tite

Antes mesmo de eu chegar, já tinha visto entrevista do Tite. Muitos jogadores têm elogiado, e eu vou continuar elogiando porque ele é um treinador diferenciado, busca sempre o melhor pro seu time, pro grupo. O que ele faz dentro do Corinthians é muito bom para o clube e para nós jogadores. Por isso, nós vamos tentar sempre fazer o que ele pede, porque o que ele pede é o certo. Eu estou muito feliz de estar trabalhando com ele, é um excelente treinador, que vai buscar ser sempre campeão. E eu quero estar do lado dele pra buscar esses títulos.


Mesma sintonia quando o Tite vai treinar. Todo jogador, não só quem vai jogar ou ficar no banco, ou até mesmo que não vai pro jogo. Nós somos um grupo, tem que estar preparado para quando entrar em campo corresponder com o que ele pede, ele é diferenciado nisso. Ele faz o trabalho com todos, explica para todos e pede a dedicação e a concentração de todos. Acho que é por isso que o time está bem no Paulista e na Libertadores.

Concentração

Jogando agora na China, nós não concentrávamos quando o jogo era em casa, só nos apresentávamos no dia do jogo. Estou voltando a concentrar agora e tem alguns outros times brasileiros que não estão concentrando. Isso vai da confiança dos jogadores, da comissão. Se respeitar isso, se todo mundo se cuidar, descansar antes do jogo, não vejo nenhum problema de não ter concentração. Até porque estar perto da família, você se sente melhor, mais confortável. A concentração aqui é excelente, confortável, boa alimentação, não tem do que reclamar. Algo que já existe na Europa, poderia ter aqui, mas é tudo na base da confiança.

Jadson

Ele não chegou a me perguntar. Eu tive com ele depois que ele tinha decido ficar. Cheguei a contar como era a cidade que ele poderia ter ido. Falei que era uma cidade boa. Mas antes dele estar quase certo, não falei nada.

Eu não disse para ele ir não. É um jogador de muita qualidade, fazendo uma boa temporada, vai nos ajudar muito. Aqui vai ser muito bom para a gente, mas nada melhor do que a própria pessoa para definir seu futuro.

Primeiro gol

Estou na expectativa, uma hora o gol vai sair, vai sair naturalmente. Tenho trabalhado para isso. O Tite só veio falar da questão de posicionamento, caso a gente venha jogar junto. Um atacante sempre estar marcando um volante para o time adversário não ter a saída fácil.

Mendoza

Não vai demorar muito para isso acontecer. Ele vem de fora, ele entende muito dos detalhes, esses detalhes que estou tentando corrigir para que os jogos aconteçam, as coisas aconteceram melhor, tem a ansiedade de querer mostrar seu potencial, seu valor. Tem que ter mais tranqüilidade. Os gols já saíram nesse ultimo jogo, a tendência é essa.

Determinação

Hoje eu jogo pelo Corinthians, defendo as cores do Corinthians e tenho que fazer o meu melhor aqui. Vou conquistar o carinho da torcida jogando, lutando e fazendo gols. Estou aqui para isso, para conquistar esse carinho e, se deus quiser, ganhar títulos também.

Formação Tática

O Tite optar para que eu jogue em um lado do campo, vou fazer o meu melhor. Acho que não vou ter nenhuma dificuldade, é bom quando você joga em mais de uma posição, então se ele quiser contar comigo, não tem problema nenhum. Vou procurar render o que ele espera. Quando se tem jogadores de qualidade, não tem porque não jogar junto. Eu e Guerero, juntos, pode ser que dê certo.

Portões Fechados

Não muda nada, até porque a torcida não vai entrar em campo para jogar pelo San Lorenzo. Sabemos que eles são grandes, últimos campeões da Libertadores. Mesmo sem torcida, tem que ir lá e procurar fazer o nosso trabalho, nosso dever e conseguir pontos.

Versatilidade

O importante é jogar. Tem que ter qualidade, estar preparado e jogar em mais de uma posição. Quando você passa que pode jogar em mais de uma função, quando ele precisa, ele vai te usar. O Mendoza treinou na lateral esquerda. Se ele jogar com a qualidade e força que ele tem, ele vai render bem.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes