Corinthians divulga nota oficial rebatendo críticas à Arena

Corinthians divulga nota oficial rebatendo críticas à Arena

Por Meu Timão

Corinthians rebateu e explicou críticas à Arena Corinthians

Corinthians rebateu e explicou críticas à Arena Corinthians

Foto: Meu Timão

Por meio de seu site oficial, o Timão divulgou uma nota oficial rebatendo crítica à Arena Corinthians na manhã dessa quinta-feira.

O texto é referente à informações divulgadas em blogs de "pouca expressão", que, segundo o clube, tem "o claro objetivo de denegrir o êxito alcançado pelo Sport Club Corinthians Paulista na construção de seu moderno estádio no bairro de Itaquera, que sediou a abertura da Copa do Mundo de 2014 e mais cinco jogos, com absoluto sucesso".

O clube alvinegro cobra que esses veículos verifiquem as denúncias que recebem antes de divulgá-las ao público e que seja dado o destaque merecido às respostas e justificativas dadas pelo clube.

Na nota, o Corinthians relembrou a atual situação do acordo com a Construtora Norberto Odebrecht e a enrolação sobre os CIDs. "Não citam em momento nenhum as garantias apresentadas pela Construtora para a viabilidade do empreendimento e sequer dão importância ao fato de que ainda não saiu o dinheiro dos Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs), no valor de R$ 420 milhões, porque a Prefeitura de São Paulo recusa-se realizar uma operação simples que daria garantia a esses títulos".

Para finalizar, a nota ainda esclarece uma notícia veiculada pela ESPN, na última quarta-feira, sobre um suposto desperdício de R$147 milhões na Arena Corinthians. "O objetivo não foi realizar uma auditoria, mas sim o de examinar uma grande quantidade de documentos apresentados pela própria construtora para justificar os aditivos".

Confira a nota oficial na íntegra:

"O que está por trás das críticas à Arena Corinthians"

Nas últimas semanas a Arena Corinthians vem sendo alvo de notícias desqualificadas e de interesse duvidoso, veiculadas principalmente em blogs de pouca expressão, com claro objetivo denegrir o êxito alcançado pelo Sport Club Corinthians Paulista na construção de seu moderno estádio no bairro de Itaquera, que sediou a abertura da Copa do Mundo de 2014 e mais cinco jogos, com absoluto sucesso.

São matérias relacionadas à viabilidade e construção da nossa Arena, nas quais os autores raríssimas vezes se dão o trabalho de checar as “denúncias”. E quando recebem os esclarecimentos de nossa parte e/ou da construtora responsável pelas obras acabam não lhes dando o devido destaque e, mais que isso, questionam as respostas apresentadas.

Esses jornalistas, “supostamente” mal informados, questionam também a atuação da Construtora Norberto Odebrecht no projeto. Ou lhes faltam informações ou não querem mesmo entender os fatos de como se estabeleceu a parceria, os contratos, os aditivos e as operações financeiras, certamente com o intuito de confundir os leitores.

Não citam em momento nenhum as garantias apresentadas pela Construtora para a viabilidade do empreendimento e sequer dão importância ao fato de que ainda não saiu o dinheiro dos Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs), no valor de R$ 420 milhões, porque a Prefeitura de São Paulo recusa-se realizar uma operação simples que daria garantia a esses títulos. Isso sim é significativo para o fechamento da equação financeira da Arena, e enquanto isso não ocorre os juros só aumentam.

Com total transparência, o Clube recentemente divulgou no site o extrato detalhado dos R$ 985 milhões de custos envolvidos na construção da Arena, cujas obras estão em fase final. E todas elas foram apresentadas e aprovadas no CORI e Conselho Deliberativo.

O moderno Estádio, apesar de todo requinte no acabamento, está entre os de menor valor por m2 de construção entre todas as Arenas recentemente erguidas para a Copa. A diretoria de Marketing, em conjunto com a equipe gestora da Arena, prepara-se para lançar oficialmente para venda os produtos e propriedades.

O Corinthians, em parceria com a Construtora, mantém o compromisso, principalmente com a Fiel Torcida, de prestar todos os esclarecimentos e ser sempre transparente no demonstrativo dos gastos realizados para a concretização do sonho, já realizado, de erguer a nossa Arena.

Esclarecimento sobre matéria publicada no site da ESPN na última quarta-feira (http://espn.uol.com.br/noticia/490524_veja-documento-que-mostra-desperdicio-de-r-147-milhoes-na-arena-corinthians):

No final de 2012, a Odebrecht apresentou ao Corinthians uma solicitação de aditivo relacionado a variações técnicas das obras. Para justificar os aditivos, a construtora colocou cerca de 5 mil documentos à disposição do clube. Como o Corinthians não tem um corpo técnico para examinar a quantidade de documentos que foi apresentada, o clube contratou uma empresa independente para examiná-los e, ao fim do trabalho, apresentar um relatório. Ou seja, o objetivo não foi realizar uma auditoria, mas sim o de examinar uma grande quantidade de documentos apresentados pela própria construtora para justificar os aditivos.

Os responsáveis do Corinthians pela construção, em 2013, examinaram o relatório apresentado pela empresa independente, analisaram todos os pontos e discutiram com a Construtora, concordando com algumas das modificações sugeridas no escopo de trabalho.

O relatório foi elaborado pela empresa independente no início de 2013. O aditivo de valor, firmado em maio de 2014, tem como base de avaliação todas variações até janeiro de 2014, ou seja, algumas sugestões foram apontadas e aprovadas no relatório e outras surgiram posteriormente. Após negociar valores e especificações, o clube aprovou o valor.

Vale lembrar que, apesar de ter um preço fixo inicial, as obras da Arena Corinthians sofreram variações por conta de fatores extraordinários como, por exemplo, a remoção dos dutos, pagamento de impostos não previstos e a variação cambial em quatro anos. Tudo isso incluso no aditivo firmado. Portanto, a informação de que R$ 147 milhões foram desperdiçados na construção do estádio não procede.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes