Meia não quer sair do Corinthians e segue encostado

Meia não quer sair do Corinthians e segue encostado

Por Meu Timão

Vitor Júnior só entrou em campo pelo Timão em 2012

Vitor Júnior só entrou em campo pelo Timão em 2012

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

No início dessa temporada, o Corinthians conseguiu se desvincular de todos os atletas que não estavam nos planos do técnico Tite para 2015, dentre eles: Ferrugem, Renan, William Arão e Giovanni. Existe apenas um jogador desse grupo que não tem previsão de saída, o meio-campista Vitor Júnior.

Desde o início do ano, o atleta já recebeu propostas de outros clubes como Portuguesa, Coritiba, Atlético-GO e Criciúma. Entretanto, na hora de fechar negócio, Vitor Júnior vetou todos, para a irritação do departamento financeiro do clube que, em meio à crise financeira, busca reduzir gastos. As informações são de Jorge Nicola, do Diário de S. Paulo.

O salário do meia é de R$ 120 mil mensais e o seu vínculo com o Timão vai até dezembro deste ano. Desde sua chegada ao clube, em 2012, já foi emprestado ao Botafogo, Internacional, Coritiba e Figueirense, além disso, só chegou a atuar em oito partidas vestindo a camisa do Corinthians.

Tentando forçar o jogador a aceitar um novo empréstimo, o quinto desde 2012, o Corinthians o colocou para treinar separado, em horários distintos do restante do elenco alvinegro.

Veja Mais:

  • Apresentadora usou termo pejorativo para se referir ao Corinthians

    Corinthians é chamado por termo pejorativo em programa de televisão de Campinas

    ver detalhes
  • Elenco do Timão teve dia descontraído no CT Joaquim Grava

    Carille libera rachão, e Corinthians tem treino com show de descontração antes de final estadual

    ver detalhes
  • Tour da Arena Corinthians terá início na segunda semana de maio

    Corinthians anuncia início do tour da Arena; veja preços e como comprar ingressos

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille vem se tornando conhecido pela postura defensiva

    Técnico do Corinthians cita até Atlético de Madrid para defender filosofia de trabalho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes