Depois de pênalti, Petros fica fora do banco no clássico

Depois de pênalti, Petros fica fora do banco no clássico

Por Meu Timão

980 visualizações 14 comentários Comunicar erro

Petros ficou fora do banco de reservas contra o São Paulo

Petros ficou fora do banco de reservas contra o São Paulo

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Depois de perder o último pênalti contra o Palmeiras, no domingo passado, o meia Petros foi cortado do banco de reservas contra o São Paulo, nessa quarta-feira.

O nome de Petros estava entre os 19 relacionados pelo técnico Tite no final da tarde dessa terça-feira, logo após confirmar a equipe titular para o clássico dessa quarta-feira.

Entretanto, foi justamente o meia que foi escolhido para ficar fora do banco de reservas do comandante alvinegro. Como só é permitido sete atletas como opção por jogo, um nome precisou ficar de fora.

Com 19 jogos nessa temporada, Petros é um dos reservas que mais atuou em 2015. Ele foi o último jogador do Corinthians a bater pênalti contra o Palmeiras e Fernando Prass defendeu, colocando o rival na final do Campeonato Paulista.

Para o jogo dessa quarta-feira, o técnico Tite terá como opção no banco de reserva: Walter, Edu Dracena, Edílson, Cristian, Bruno Henrique, Danilo e Mendoza.

Veja Mais:

  • Ramiro está confirmado na equipe titular do técnico Fábio Carille

    Com seis reforços, Corinthians relaciona 21 jogadores para estreia no Paulistão; veja lista

    ver detalhes
  • Diretoria do Corinthians vem anunciando novidades na camisa alvinegra neste mês de janeiro

    Corinthians fecha patrocínio de dois anos para barra traseira da camisa

    ver detalhes
  • Grêmio é um dos interessados em contar com Douglas em 2019

    De olho em Ramires, Corinthians pode negociar Douglas com o Bahia; Grêmio também tem interesse

    ver detalhes
  • Roger não é mais jogador do Corinthians, mas teve atitude elogiada pela Fiel

    Torcida do Corinthians 'quebra protocolo' e enche a bola de Roger após saída do centroavante

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes