Edu Dracena revela incômodo por reserva e avisa: 'Não vim passear'

Edu Dracena revela incômodo por reserva e avisa: 'Não vim passear'

Edu Dracena quer vaga de Felipe na equipe titular do Corinthians

Edu Dracena quer vaga de Felipe na equipe titular do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Com 34 anos anos completados nessa segunda-feira, o zagueiro Edu Dracena demonstrou insatisfação com a não titularidade no Corinthians. Com experiência em outros clubes e grandes títulos na carreira, o zagueiro disse que veio ao Corinthians para ganhar títulos e, que, para isso, precisa jogar.

"É ruim passar por uma situação dessa. Primeira vez que isso acontece na minha carreira. São situações que eu estou passando, respeito todos os jogadores, comissão técnica, mas eu quero jogar. Vim aqui para jogar, não para passear", afirmou, em coletiva de imprensa.

"Vim construir uma história no Corinthians, ganhar títulos. Tomara que eu possa ter uma seqüência, vou continuar trabalhando da mesma forma, respeitando sempre a decisão do treinador, mas sempre querendo jogar, sempre querendo ser titular", completou.

Quando foi contratado no início da temporada, chegou como opção para a equipe titular. No entanto, após o bom desempenho de Felipe na equipe, o técnico Tite optou por Dracena no banco de reservas.

"Eu cheguei depois, atrasado, não participei da pré-temporada. O Felipe aproveitou a oportunidade, está jogando muito bem e a escolha é do treinador. Quando cheguei, precisava de um tempo sim, para se adequar, até mesmo no estilo de jogo", explicou.

"Agora é preciso uma seqüência de jogos. Uns quatro, cinco jogos para que aí sim você consiga mostrar todo o potencial, toda a expectativa que foi criada em cima da minha contratação, para que eu possa estar sempre jogando. É o que todo jogador quer", completou.

O zagueiro também fez questão de explicar a sua saída do Santos, rival do Timão, e se declarou muito feliz no Corinthians, não se arrependendo em nenhum momento da troca.

"Primeiro deixar claro que eu não saí do Santos pela questão financeira, por questão particular minha com determinadas pessoas lá dentro. E segundo, tudo na sua vida você tem um ciclo, achei que aquele era o meu fim no clube e a hora de construir uma história dentro do Corinthians, jogar aqui, tentar ganhar os títulos que ganhei em outros clubes. Não me arrependo em nenhum momento, muito feliz mesmo. Lógico que eu gostaria de estar jogando, sei que minha hora vai chegar e quando chegar, eu tenho que aproveitar da melhor forma possível e retribuir pela confiança que tiveram pela minha contratação", finalizou.

Veja Mais:

  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes