Ressaltando hierarquia do Timão, Tite dispara: 'Acham que técnico tem superpoderes'

Ressaltando hierarquia do Timão, Tite dispara: 'Acham que técnico tem superpoderes'

Por Meu Timão

Tite falou sobre o futuro da equipe do Corinthians

Tite falou sobre o futuro da equipe do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Neste domingo, o Corinthians foi ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Em tarde sem gols, mesmo com o empate em 0 a 0, o clube do Parque São Jorge garantiu um ponto, acumulando sete na tabela até então.

Sobre a equipe que entrou em campo, o técnico Tite reforçou a idea de que o elenco do Corinthians ainda está sendo composto. E já quanto à reformulação, foi sincero e respondeu apenas o que seu cargo de treinador o permite.

"Nós estamos em um momento de construção da equipe. Essa última pergunta não posso responder, a gente vai se reunir com o presidente essa semana. No futebol brasileiro, a cada seis meses há esse ajuste e é inevitável. Não é só o Corinthians, mas todas as equipes passam, ou mais ou menos, dependendo da circunstância", afirmou Tite em coletiva de imprensa após a partida.

Conhecido por ser pacífico, Tite afirmou não ter visto as brigas entre Petros e Fred; e Sheik e Gum, depois do apito final.

"Gostaria de trazer esse mérito para mim, de pacificar, mas não vi, não estava lá. Eu fiquei sabendo depois e tem certas coisas que são de atletas em campo e eu não
posso saber o que aconteceu um com o outro", disse.

Aproveitando o assunto para falar sobre as suas obrigações enquanto técnico, ressaltou a hierarquia do clube.

"As pessoas acham que o técnico tem superpoderes, mas é bom para o torcedor saber que tem uma hierarquia. Então, onde eu trabalho, eu me coloco no seguinte escalão:
acima de mim existe um executivo de futebol. Eu vou dar a minha avaliação técnica. Existem os diretores de futebol e o presidente. O que for melhor para o Corinthians,
o técnico se ajusta. É importante que o torcedor saiba. A partir do momento que a direção ajustar, nós vamos passar para vocês essas situações", comentou.

Quanto ao futuro da equipe, que passa por drásticas mudanças neste início do Campeonato Brasileiro, mostrou que pretende utilizar outros sistemas táticos, além do famoso 4-1-4-1, que marcou o início de 2015 para o Timão.

"Da construção da equipe neste novo momento, de encontrar essas soluções táticas, me perguntam 'Tite, não vai ficar amarrado no 4-1-4-1, o que vai fazer?'. Eu desviei da pergunta porque não dá para eu falar sobre assunto administrativo", concluiu.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes