Cauteloso após derrota, Tite pede calma e fala em 'objetivo' no Brasileirão

2.6 mil visualizações 48 comentários

Por Meu Timão

Em entrevista, Tite falou sobre o processo de maturidade da equipe durante a disputa do Brasileirão

Em entrevista, Tite falou sobre o processo de maturidade da equipe durante a disputa do Brasileirão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após o último treino do Corinthians antes da viagem a Porto Alegre, Tite conversou com a imprensa no CT Joaquim Grava. O tom usado pelo treinador foi de cautela, já que a equipe alvinegra não tem apresentado o mesmo futebol do início da temporada. Em seis jogos disputados no mês passado, o Timão venceu dois, empatou um e somou três derrotas, a última para o arquirrival Palmeiras, dentro de casa.

"Fazer gol num momento de construção te dá uma segurança maior, jogando em casa você tem responsabilidade maior. Tem de ter calma e paciência para encontrar as melhores soluções, mesmo que gere ansiedade por parte do torcedor. Calma, calma. Tem de pensar, organizar. Estamos apressando o processo de maturidade da equipe", analisou o comandante.

Com o último revés, o Corinthians ocupa a oitava colocação no Campeonato Brasileiro, com sete pontos ganhos. Nesta quarta-feira, encara o Grêmio, que venceu apenas uma partida na competição e amarga a 13ª posição na tabela. Para Tite, no entanto, o desafio do Timão é muito maior do que vencer o rival gaúcho.

"Meu objetivo é ver essa equipe jogar com a mesma eficiência de Campeonato Paulista e Libertadores. Jogamos de forma eficiente e bonita. No Paulista todo e na fase de grupos da Libertadores. Tomara que eu possa auxiliar e que a gente consiga ajustar a equipe para voltar a esse padrão", declarou o técnico, que promoveu mudanças no time titular.

Além disso, o treinador falou sobre os recentes resultados negativos do time dentro da Arena Corinthians. A última vitória sob seu comando aconteceu contra a Ponte Preta, pela quarta de final do Paulistão. Desde então, foram dois empates, contra San Lorenzo-ARG (0x0) e Palmeiras (2x2), e duas derrotas, contra Guaraní-PAR (1x0) e Palmeiras (2x0).

"Quero jogar na arena todos os jogos. Quero ter a capacidade de nós todos encontrarmos esse ponto de equilíbrio e emocional da equipe. Gostaria que fosse em casa. É doendo, é cortando a carne que você amadurece. Não existe teoria no futebol. Vai se mostrar em campo. E é dentro de nossa casa que nos sentimos bem, mesmo sabendo que frustramos expectativas", finalizou.

Veja Mais:

  • André Negão (diretor administrativo, primeiro da esquerda) e Jorge Kalil (diretor-adjunto de futebol, primeiro a direita) causaram chateação em Andrés Sanchez

    Presidente do Corinthians se irrita com declarações de diretores durante lives

    ver detalhes
  • Xavier, volante da equipe sub-20, é mais um jovem a ganhar chance com Tiago Nunes

    Capitão do Corinthians na Copinha inicia trabalho com Tiago Nunes no CT dez dias após quarteto

    ver detalhes
  • Período no Albirex Niigata rendeu gancho ao atacante, que quase veio para o Timão em 2017

    Atacante rival que quase veio ao Corinthians toma gancho da Fifa e rende punição a ex-clube

    ver detalhes
  • Corinthians faz últimos treinos antes da volta dos jogos

    Corinthians divulga programação parcial de última semana antes da volta dos jogos do Paulistão

    ver detalhes
  • Thiaguinho tem vínculo com o Corinthians até 2022

    Golpista se passa por volante do Corinthians para pedir dinheiro no WhatsApp; veja prints

    ver detalhes
  • Maycon balança as redes no Campeonato Ucraniano

    Ex-volante do Corinthians marca belo gol em triunfo do Shakhtar no Campeonato Ucraniano; veja vídeo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: