Cristian evita comparações com 2009 e afirma: 'Espero melhorar ainda mais'

Cristian evita comparações com 2009 e afirma: 'Espero melhorar ainda mais'

Por Meu Timão

Cristian ganhou a posição de Ralf e deve iniciar partida deste sábado contra o Internacional

Cristian ganhou a posição de Ralf e deve iniciar partida deste sábado contra o Internacional

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Contratado no início desta temporada, Cristian foi um dos principais reforços do elenco do Timão para a disputa da Libertadores. O retorno do volante, campeão da Copa do Brasil em 2009, trouxe boas expectativas à torcida. Mas, após atuações pouco convincentes no Paulistão, ele virou apenas mais um opção de Tite. Em entrevista, o atleta falou sobre sua volta ao clube.

"Não tem comparação com 2009, é diferente. Sei que posso render muito, aos poucos vou me adaptando. Tenho de continuar trabalhando e me dedicando nos treinos, só assim vou voltar ao meu ritmo. Estou feliz porque o reconhecimento do trabalho veio. Espero melhorar ainda mais", afirmou Cristian, que ganhou a vaga de primeiro volante ocupada por Ralf.

Durante a coletiva desta tarde no CT, o novo titular comemorou a oportunidade e contou sobre seu relacionamento com o camisa 5. "É sempre bom voltar a jogar, todo jogador gosta disso. Respeitei muito o Ralf, um cara que eu gosto muito, concentro com ele, e em nenhum momento tivemos algum atrito. Tive muita admiração pelo trabalho dele e pelo que fez aqui no Corinthians. Eu vinha trabalhando sempre", declarou.

Entre outros assuntos, Cristian falou da readaptação à sua posição de origem, já que ele atuava de forma diferente no Fenerbahce (TUR). "São apenas funções diferentes. Na Turquia eu estava jogando de meia-atacante, uma posição que não é a minha. Sempre fui volante. Isso me prejudicou muito. Gosto de fazer minha função. Jogando lá fora, você perde um pouco de velocidade, os trabalhos são diferentes", analisou o jogador, que acredita na evolução do time na sequência do Brasileirão.

"No começo do ano, todos falavam que o Corinthians tinha um grupo excelente. E agora com a saída de alguns, parece que não servimos mais. É meio complicado. O Corinthians fez por merecer os elogios. Precisamos retomar rapidamente, sabemos que o Corinthians é diferente. Temos condições de voltar a jogar bem", finalizou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes