Jogo com Boca foi a segunda eliminação do Timão promovida por juiz paraguaio

8.7 mil visualizações 59 comentários

Por Meu Timão

Corinthians foi prejudicado em 2006 por Carlos Amarilla

Corinthians foi prejudicado em 2006 por Carlos Amarilla

Divulgação

O polêmico jogo contra o Boca Juniors não foi a primeira vez que o árbitro Carlos Amarilla prejudicou o Corinthians em uma partida da Copa Libertadores. Em 2006, o paraguaio também influênciou diretamente na eliminação do Timão para o River Plate, também da Argentina, nas oitavas de final daquele ano.

Na partida de ida, realizada no Monumental de Núñez, que terminou 3 a 2 para o time argentino, Amarilla teve atuação bem semelhante a apresentada sete anos depois no Pacaembu, em 2013.

Na ocasião, Amarilla anulou um gol legal de Carlitos Tevez, assim como fez com Romarinho e Paulinho anos depois. No primeiro tempo da partida, não deu um cartão vermelho a Ferrari, autor de um dols gols argentino, por uma falta dura em Mascherano.

Mascherano, aliás, foi alvo do terceiro grande erro de Amarilla na partida. O argentino foi expulso de campo por um falta que não cometeu, deixando o Timão com a um a menos e com um desfalque importante para a partida de volta, no Pacaembu.

Técnico do Corinthians em 2006, Ademar Braga, deixou o gramado muito bravo dizendo que não dava para jogar contra os bandeiras e o árbitro. Depois do vazamentos das escutas no último domingo, Braga relembrou o ocorrido.

“Qual foi o jogo que esse filho da p... apitou?”, questionou. “Aquele na Argentina, né? Sabia. Ele anulou gol que não era para anular, expulsou o Mascherano sem necessidade...”, disse, em entrevista à Gazeta Esportiva.

“Eu me surpreendo, porque ele botava a maior moral dentro de campo. Quer dizer, aquilo ali era uma casca só. A gente não sabe até onde isso vai, é impossível em um contato de 90 minutos saber quem realmente é a pessoa. Essa questão do Amarilla é revoltante porque estraga o futebol", criticou o ex-treinador.

Apesar de já ter prejudicado o Timão duas vezes, Carlos Amarilla está perto de retornar aos gramados. Nessa sexta-feira, Abel Gnecco, um dos principais envolvidos na polêmica, assumiu responsabilidade pela ligação e, por isso, o paraguaio deve ser liberado da suspensão e voltar a apitar.

Veja Mais:

  • Luidy ficou sob contrato com o Corinthians entre janeiro de 2017 e dezembro de 2020; atacante nunca jogou

    Corinthians é condenado pela Justiça a indenizar Luidy, que nunca entrou em campo; veja detalhes

    ver detalhes
  • Presidente do Fortaleza negou interesse do Corinthians por técnico Vojvoda

    Presidente do Fortaleza nega interesse do Corinthians em Vojvoda

    ver detalhes
  • Lucas Piton e Giovani durante o treino do Corinthians nesta terça-feira

    Corinthians se reapresenta após empate contra o Internacional e inicia semana livre de treinos

    ver detalhes
  • Ao Meu Timão, Pedro Nunes falou sobre sua carreira como jogador de basquete

    Pedro Nunes conta detalhes de sua carreira e projeta nova temporada do Corinthians no NBB

    ver detalhes
  • Corinthians vai enfrentar o Fortaleza com casa cheia no sábado à tarde

    Corinthians conhece datas e horários dos jogos do Brasileiro até a rodada 34 do torneio

    ver detalhes
  • Volante Gabriel está liberado para defender o Corinthians

    Gabriel recebe só advertência no STJD e está liberado para atuar no Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x