Jogo com Boca foi a segunda eliminação do Timão promovida por juiz paraguaio

8.7 mil visualizações 59 comentários

Por Meu Timão

Corinthians foi prejudicado em 2006 por Carlos Amarilla

Corinthians foi prejudicado em 2006 por Carlos Amarilla

Divulgação

O polêmico jogo contra o Boca Juniors não foi a primeira vez que o árbitro Carlos Amarilla prejudicou o Corinthians em uma partida da Copa Libertadores. Em 2006, o paraguaio também influênciou diretamente na eliminação do Timão para o River Plate, também da Argentina, nas oitavas de final daquele ano.

Na partida de ida, realizada no Monumental de Núñez, que terminou 3 a 2 para o time argentino, Amarilla teve atuação bem semelhante a apresentada sete anos depois no Pacaembu, em 2013.

Na ocasião, Amarilla anulou um gol legal de Carlitos Tevez, assim como fez com Romarinho e Paulinho anos depois. No primeiro tempo da partida, não deu um cartão vermelho a Ferrari, autor de um dols gols argentino, por uma falta dura em Mascherano.

Mascherano, aliás, foi alvo do terceiro grande erro de Amarilla na partida. O argentino foi expulso de campo por um falta que não cometeu, deixando o Timão com a um a menos e com um desfalque importante para a partida de volta, no Pacaembu.

Técnico do Corinthians em 2006, Ademar Braga, deixou o gramado muito bravo dizendo que não dava para jogar contra os bandeiras e o árbitro. Depois do vazamentos das escutas no último domingo, Braga relembrou o ocorrido.

“Qual foi o jogo que esse filho da p... apitou?”, questionou. “Aquele na Argentina, né? Sabia. Ele anulou gol que não era para anular, expulsou o Mascherano sem necessidade...”, disse, em entrevista à Gazeta Esportiva.

“Eu me surpreendo, porque ele botava a maior moral dentro de campo. Quer dizer, aquilo ali era uma casca só. A gente não sabe até onde isso vai, é impossível em um contato de 90 minutos saber quem realmente é a pessoa. Essa questão do Amarilla é revoltante porque estraga o futebol", criticou o ex-treinador.

Apesar de já ter prejudicado o Timão duas vezes, Carlos Amarilla está perto de retornar aos gramados. Nessa sexta-feira, Abel Gnecco, um dos principais envolvidos na polêmica, assumiu responsabilidade pela ligação e, por isso, o paraguaio deve ser liberado da suspensão e voltar a apitar.

Veja Mais:

  • Cantillo vinha treinando normalmente desde a volta dos trabalhos no CT

    Cantillo testa positivo para coronavírus e desfalca o Corinthians em retorno do Paulistão

    ver detalhes
  • Elenco já treinou na Arena com Tiago Nunes

    Corinthians marca treinamento na Arena nesta quarta-feira; comissão discute planejamento

    ver detalhes
  • Pelo Corinthians, após quase cinco anos de vínculo, Clodoaldo atuou apenas em 20 jogos e marcou cinco gols. Foi dele o gol do empate no último - e derradeiro -, confronto da equipe no fatídico Brasileirão 2007

    Corinthians é condenado a pagar quase R$ 1 milhão para Clodoaldo; ação durou oito anos

    ver detalhes
  • Natel deve ser oficializado em breve como reforço do Corinthians para segundo semestre

    Anúncio de Léo Natel no Corinthians atrasou por teste positivo de coronavírus; atleta já treina

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez teve mais uma notícia ruim na noite desta segunda-feira

    Conselho de Orientação do Corinthians também sugere reprovação de contas de 2019

    ver detalhes
  • Atacante Jô pode reestrear pelo Corinthians na retomada do Campeonato Paulista

    CBF define janelas internacionais, e Jô pode reestrear pelo Corinthians contra o Palmeiras

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: