Eterno Talismã, Tupãzinho critica salários astronômicos da atualizade

Eterno Talismã, Tupãzinho critica salários astronômicos da atualizade

Por Meu Timão

Autor do gol do título do Brasileirão de 1990, Tupãzinho criticou os altos salários do futebol profissional

Autor do gol do título do Brasileirão de 1990, Tupãzinho criticou os altos salários do futebol profissional

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A atual situação econômica dos clubes de futebol no Brasil não é das melhores. Parte do aumento das dívidas das equipes profissionais passa pela folha salarial dos elencos, inflacionada por contratações superestimadas. É o que afirma Tupãzinho, herói do primeiro título brasileiro e ídolo do Corinthians.

“É fora do normal. Tem atletas recebendo R$ 500 mil por mês. Isso influencia muito na questão econômica do clube. Qual time brasileiro, hoje, tem condições de arcar com uma receita tão alta assim?”, criticou o ex-jogador, em entrevista ao Jornal da Cidade. “Não existia supervalorizações de jogadores e os clubes se mantinham com mais facilidade”, acrescentou.

A crítica do eterno Talismã, apelido dado pela torcida corinthiana, vai de encontro às dificuldades financeiras do clube do Parque São Jorge. Recentemente, a direção quitou boa parte dos direitos de imagem em atraso de alguns jogadores, como Renato Augusto, Ralf e Elias.

Além disso, a crise financeira também impossibilitou a renovação contratual de dois outros ídolos do Corinthians: Paolo Guerrero e Emerson Sheik. O primeiro, aliás, solicitava a quantia de 7 milhões de dólares em luvas e um bom aumento salarial. Já a saída de Sheik foi vista com bons olhos pela diretoria, que pretende reduzir ainda mais os gastos do Timão.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes