Timão negocia com brasileiro e argentino para o ataque, diz site

Timão negocia com brasileiro e argentino para o ataque, diz site

Por Meu Timão

Diretoria ainda não desistiu de encontrar parceiros para Malcom e Love

Diretoria ainda não desistiu de encontrar parceiros para Malcom e Love

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Para quem acreditava que a diretoria do Corinthians tinha desistido de contratar reforços para a sequência da temporada, uma notícia pode mudar isso. O Timão está correndo contra o tempo para acertar negócios com dois atacantes: um brasileiro e um argentino. A informação é do repórter Carlos Augusto Ferrari, do GloboEsporte.com.

Segundo a publicação, os nomes dos atletas não foram revelados pelo clube, que acredita que pelo menos uma das transações possa ser concretizada em breve. A dupla já recebeu aval do técnico Tite e do restante da comissão técnica.

O mistério faz parte de um plano da diretoria, que acredita que o vazamento dos nomes dos jogadores possam atrair outros clubes que também estão atrás de atacantes.
O prazo para a negociação é curto. A janela de transferências internacionais fecha no dia 21 de julho, na próxima terça-feira. A contratação após essa data de jogadores de fora do país só pode ser feita caso eles já tenham rescindido contratos antes do dia.

Após a saída de Paolo Guerrero e Emerson Sheik, a diretoria tentou trazer o atacante Teófilo Gutiérrez, do River Plate, e um acerto com Dentinho, do Shakhtar Donetsk. As duas negociações esbarram na questão financeira.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes