Tite se posiciona contra mudanças em limite de estrangeiros por clube

Tite se posiciona contra mudanças em limite de estrangeiros por clube

Por Meu Timão

5.5 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

Técnico Tite mostrou-se contra nova proposta da CBF

Técnico Tite mostrou-se contra nova proposta da CBF

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Durante um encontro entre ex-técnicos da Seleção Brasileira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi discutida a possibilidade de restringir o número de jogadores estrangeiros em atuação no Brasil. A informação é do jornal Estado de S. Paulo.

A questão, que deve ser encaminhada para discussão entre os clubes nos próximos dias, não agrada o técnico Tite, do Corinthians. "Não é esse tipo de medida que vai ajudar a melhorar o futebol. Quanto mais qualidade, melhor. Estimula a concorrência e eleva o nível. Não importa se o jogador é de fora", disse o treinador, mostrando-se contra o aumento das dificuldades para a entrada de atletas estrangeiros no país.

Além do comandante alvinegro, Marcelo Oliveira, do Palmeiras, e Juan Carlos Osorio, do São Paulo, também contestam a proposta. Em contrapartida, nomes como o de Carlos Alberto Parreira defendem as mudanças.

"A ideia é que a gente melhore o nível técnico e a qualidade dos jogadores que vão atuar aqui. Para trazer igual ou pior do que nós temos aqui, não precisamos contratar de fora", disse o ex-treinador.

Atualmente, estão inscritos 90 jogadores profissionais estrangeiros no Departamento de Registro e Transferência da CBF. A medida visa conter essa entrada de atletas, principalmente dos sul-americanos, que costumam aceitar receber salários mais baixos que os brasileiros.

A proposta discutida baseia-se no modelo inglês, no qual para atuar em um clube do país, o atleta estrangeiro precisa ter um número mínimo de convocações para a Seleção. Também na Inglaterra, vigoram leis que proíbem a contratação de jogadores cujos países não estejam até a 50ª posição do ranking da Fifa. Porém, essa comparação não seria aplicável no Brasil, onde os times já costumam ser formados majoritariamente por brasileiros.

Veja Mais:

  • Campeão paulista, Balbuena levantou sua terceira taça como jogador do Corinthians

    Corinthians anuncia renovação de contrato de Balbuena

    ver detalhes
  • Roger pode estrear pelo Timão no domingo, contra o Atlético-MG, fora de casa

    Corinthians com centroavante? Carille prevê chances pontuais a Roger até Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Sheik comemora gol sobre Mirassol na Arena; atacante vai a Salvador com Timão

    Com Sheik, sem Renê: veja lista de relacionados do Corinthians para jogo contra o Vitória

    ver detalhes
  • Carille aposta em retorno de trio para surpreender Vitória no Barradão

    Carille arma Corinthians com três mudanças para estreia na Copa do Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes