Após ganhar titularidade, Bruno Henrique acerta aumento salarial

Após ganhar titularidade, Bruno Henrique acerta aumento salarial

Por Meu Timão

Titular, Bruno Henrique vive boa fase no Timão

Titular, Bruno Henrique vive boa fase no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A fase de Bruno Henrique no Corinthians realmente é boa. Depois de conquistar a titularidade, o volante recebeu um aumento salarial. O reajuste foi confirmado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na última semana.

Apesar do aumento, o vínculo de Bruno Henrique segue com a mesma validade: até dezembro do ano que vem. O valor do reajuste salarial não foi divulgado.

O volante é representado pelos empresários Bruno Paiva e os sócios Marcelo Robalinho e Marcelo Goldfarb. O grupo também gerencia a carreira de Edílson, que acabou de renovar o seu contrato com o Corinthians.

Bruno Henrique, que chegou ao Timão no início do ano passado, já atuou em 70 jogos com a camisa alvinegra no período. Sua melhor fase, porém, está sendo vivida agora. O volante desbancou Ralf, que era titular incontestável há cinco anos, e assumiu a posição na equipe do técnico Tite. Somente neste ano, são 30 jogos sendo 18 como titular e um gol marcado.

Confira o registro do reajuste salarial de Bruno Henrique no BID

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes